A prefeitura do Rio de Janeiro divulgou na manhã desta sexta-feira (9), no Diário Oficial do Município, uma decisão que autoriza a presença de público na final da Copa América. O jogo entre Brasil x Argentina será realizado às 21h00 deste sábado (10) no estádio do Maracanã, na zona norte da capital fluminense.

Assim como na final da Libertadores, que ocorreu em 30 de janeiro, o evento terá liberação de público em caráter excepcional. Porém, diferente da partida entre Palmeiras x Santos, que teve cerca de 10 mil convidados colocados em apenas um setor do estádios, a final da Copa América terá um número de convidados reduzido a 10% da capacidade, o que totaliza 7.883 pessoas.

publicidade

Além disso, a prefeitura estabeleceu algumas regras. Uma delas é que não haverá venda ou distribuição de ingressos, ou seja, o público será restrito apenas a convidados. Em cada setor, será necessário que as pessoas sejam da mesma família, do contrário, será necessário manter uma distância de pelo menos dois metros.

Exigência de testes RT-PCR

Teste PCR contra Covid-19 sendo aplicado em indivíduo
Serão necessários testes contra a Covid-19 para poder entrar no estádio. Drazen Zigic/Shutterstock

Além disso, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), ficará responsável pela realização de testes RT-PCR para Covid-19, realizados pelo menos 48 horas antes do horário de início da partida. Como a decisão da prefeitura só anunciou a autorização para presença de público na final da Copa América na manhã desta sexta, é possível que a Conmebol já tenha realizado esses testes, do contrário, não há tempo hábil para isso.

Em coletiva de imprensa, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD-RJ) comentou sobre a liberação e destacou que o evento será realizado em termos diferentes da final da Libertadores. Além disso, o político afirmou que a partida será encarada como uma espécie de evento teste para a volta do público aos estádios conforme os casos de Covid-19 forem caindo pelo avanço da vacinação.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!