O Instituto Butantan anunciou nesta segunda-feira (26) a entrega de 1,5 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. As doses entregues serão utilizadas no Programa Nacional de Imunização (PNI), ou seja, serão distribuídas por todo o Brasil.

O secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, relatou que o Butantan cumprirá o contrato de 100 milhões de doses do imunizante entregues em 30 de agosto, um mês da data inicialmente prevista.

publicidade
Instituto Butantan
Butantan entrega 1,5 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. Imagem: Leonidas Santana/Shutterstock

Enquanto entrega as doses combinadas com o Ministério da Saúde, o Estado de São Paulo avança na imunização de toda sua população adulta. De acordo com o secretário de Saúde, todas as pessoas com mais de 18 anos presentes no estado receberão a primeira dose da vacina até o dia 20 de agosto.

Gorinchteyn afirmou ainda que adolescentes entre 12 e 17 começarão a ser vacinados no dia 23 de agosto.

Leia também!

Covid-19: estudo revela que vacinação já evitou até 55 mil mortes no Brasil

Mesmo com uma campanha de imunização a conta gotas no Brasil, um levantamento feito pelo pesquisador da Fiocruz e especialista em saúde pública Marcelo Gomes, apontou que a vacinação contra a Covid-19 já evitou de 40 mil a 55 mil mortes pela doença no país.

Segundo informações do jornal Estadão, Gomes ressaltou ainda que também houve uma queda entre 96 mil e 117 mil nas internações. Além disso, somente no estado de São Paulo, a redução de casos graves foi entre 24 mil e 35 mil, e a de mortes, 10 mil e 17 mil.

“É importante deixar claro que não se trata de uma análise científica rigorosa, mas sim de uma avaliação simplificada para obter estimativas da ordem de grandeza do impacto que já podemos ter alcançado com a campanha de vacinação”, explicou o especialista.

Na quarta-feira (21), o Governo do Estado de São Paulo anunciou ainda que foram identificados 288 municípios sem novas mortes por Covid-19 registradas na última semana. Segundo o vice-governador do estado, “a vacinação, além de diminuir as internações, também está reduzindo o número de mortes em São Paulo. Quase metade das cidades do nosso estado não registraram nenhum óbito na última semana, o que também é fruto da vacinação avançada no Estado de São Paulo.”

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!