A variante Delta está fazendo a China voltar a registrar surtos isolados de Covid-19 após um longo período praticamente sem novas infecções. Dessa vez, 64 novos diagnósticos positivos foram dados no país. A origem estaria em um voo vindo da Rússia.

De acordo com as autoridades, dos 64 novos casos, 21 são de transmissão local e os outros de pessoas que tiveram contato com grupos do exterior. Dentre as pessoas contaminadas dentro da China, 13 foram na em Nanquim, capital da província de Jiangsu, que vive um surto da variante Delta.

publicidade

Variante Delta na China

Os casos foram causados por funcionários de um aeroporto que limparam um avião vindo da Rússia sem o equipamento de proteção arqueado. A aeronave estaria contaminada com a variante, que passou para os trabalhadores e para algumas pessoas que eles tiveram contato. O país não registrou nenhuma morte proveniente do surto.

De acordo com a agência de notícias chinesa, Xinhua, os funcionários passaram por um teste genético que detectou que alguns estavam com a mesma versão do vírus encontrada em um pessoa infectada que estava no voo e desembarcou no país asiático.

“Depois que o trabalho foi concluído, devido a medidas de limpeza e proteção que não atenderam aos padrões de segurança, é possível que alguns funcionários tenham se infectado, causando a disseminação do vírus na equipe de limpeza”, disse Ding Jie, vice-diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da cidade.

Além desses casos, em Pequim, capital da China, houve dois novos contaminados com a variante Delta, vindos da cidade de Zhangjiajie. Os pacientes assintomáticos participaram de um festival com mais de duas mil pessoas. Após isso, a cidade foi isolada e as autoridades estão acompanhando o público que esteve presente.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!