A Porsche anunciou nesta semana a versão 2022 do seu modelo elétrico Taycan, disponível em dois modelos: básico e Cross Turismo. São diversas mudanças na nova geração do executivo — o EV mais vendido do Brasil, por sinal —, que incluem ajustes no carregamento rápido, inclusão de compatibilidade com Android Auto e o retorno de pinturas clássicas dos anos 1990, como a rosa-choque (Ruby Star) e a azul-claro (Riviera Blue).

A opção por recuperar esquemas de pintura cultuados entre os fãs da marca faz parte da estratégia da Porsche para personalizar o Taycan. As customizações estão disponíveis nas modalidades Paint to Sample e Paint to Sample Plus, que incluem 65 tons diferentes além das 17 cores padrão no modelo elétrico.

publicidade

Na Paint to Sample, o motorista pode recorrer às cores mais clássicas como a Ruby Star e a Riviera Blue. A rosa-choque (Ruby Star) ficou famosa no início dos anos 90 e foi utilizada principalmente no 928, entre 1991 e 1995, e no 911, em 1991 e 92. Já a Riviera Blue foi adotada mais para o meio da década, entre 1994 e 1996, também nos modelos 911. Na outra modalidade, a Paint to Sample Plus, o condutor ganha liberdade para pintar a carroceria do Taycan da maneira que quiser.

Esta versão aprimorada do Taycan chegará às concessionárias dos Estados Unidos e da Europa no fim deste ano. Está já em pré-venda no Brasil, com previsão de entrega para este ano. Ao menos por enquanto, sem os itens especiais da pintura.

Imagem promocional do Porsche Taycan 2022
Carroceria com pintura rosa-choque (Ruby Star) ficou famosa nos anos 90, tendo sido utilizada tanto no Porsche 911 quanto no 928 (Porsche/Divulgação)

Avanços no carregamento rápido e assistência de estacionamento

Embora não tenha realizado mudanças no trem de força, a Porsche fez vários ajustes no sistema de gerenciamento térmico do Taycan que proporcionaram bons avanços na performance do carro. Entre os aperfeiçoamentos, diz a marca, a possibilidade de a bateria de alta tensão ser aquecida a uma “temperatura levemente mais alta do que antes” e, com isso, diminuir o tempo de recarregamento. Antes, o Taycan atingia a taxa de carga máxima de 270 kW. Agora, é possível atingir até 350 kW.

Outra novidade no novo Taycan é uma nova opção de assistência de estacionamento. É possível agora, sem estar ao volante, controlar as manobras de entrada e saída de vagas por meio de um smartphone. O sistema detecta os espaços vagos no estacionamento de forma automática e faz a mensuração com os sensores ultrassônicos do veículo. Se a vaga estiver limpa, o condutor pode conduzir todo o processo de estacionamento com o app Porsche Connect.

Porsche Taycan Turbo S e 911
Taycan Turbo S ao lado do 911 (Porsche/Divulgação)

O Taycan agora também é compatível com o Android Auto, o sistema de direção do Google. Anteriormente, o modelo executivo já contava com o Apple Carplay, além de interações com o Apple Music e o Apple Podcasts. O layout e o sistema operacional no painel ainda foram levemente remodelados: agora há cinco opções de menu em vez de três no lado esquerdo da tela central e o arranjo dos ícones pode ser customizado.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!