Depois de um mês atracada na Estação Espacial Internacional (ISS), a nave Crew Dragon C208, da SpaceX, iniciou a sua viagem de volta à Terra, carregando diversos experimentos científicos realizados na estação. A espaçonave se destacou da estrutura espacial hoje cedo (30), às 10h12, durante passagem da ISS pelo Oceano Pacífico.

“Eu gostaria de agradecer à SpaceX e à Nasa por manterem esse veículo em ótimo estado, com muita ciência e surpresas para a ISS”, disse Shane Kimbrough, astronauta da Nasa a bordo da ISS, durante transmissão da separação entre a estação e a nave. “As atividades associadas com a SpaceX 23 mantiveram nossa tripulação ocupada ao longo do mês passado. Estamos ansiosos para ouvirmos todos os resultados da carga com a qual interagimos. Faça uma boa e segura viagem de volta à Terra”.

publicidade

Leia mais

Imagem mostra a cápsula Crew Dragon CRS-23, da SpaceX, quando chegou à Estação Espacial Internacional
A nave Crew Dragon teve sua chegada à ISS, em agosto, registrada pelo astronauta Shane Kimbrough, da Nasa (Imagem: Shane Kimbrough/Nasa/Divulgação)

“SpaceX 23” é um dos dois nomes atribuídos à missão – sendo o outro “CRS-23” (sigla em inglês para “Serviço Comercial de Reabastecimento 23”) -, que corresponde ao terceiro voo bem-sucedido da SpaceX sob contrato de prestação de serviços de transporte de cargas da Terra para a ISS.

Ao se desacoplar da estação, a Crew Dragon ficou à deriva por alguns instantes, a fim de ganhar uma distância segura, antes de ejetar pequenos disparos de seus propulsores, a fim de “empurrá-la” em direção à Terra. A nave não terá ignição durante o trajeto, sendo apenas direcionada às coordenadas de pouso.

Estimativas indicam que a Crew Dragon da SpaceX deve aterrissar na região costeira da Flórida no dia 1º de outubro, às 23h (horário local, o que corresponde à meia noite do dia 2 em Brasília).

Na carga que está voltando para o nosso planeta, a maior parte do material é de pesquisas biomédicas: um experimento busca detalhar a evolução de doenças degenerativas, como o Alzheimer, Parkinson ou diabetes tipo 2, em ambientes espaciais.

Vale lembrar que já há planos de um novo lançamento da missão comercial, previsto para acontecer no início de dezembro deste ano. Entretanto, uma data mais exata ainda não foi definida.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!