Um homem de Illinois, nos EUA, morreu após ser mordido por um morcego infectado pelo vírus da raiva. Segundo o Departamento de Saúde Pública de Illinois (IDPH), a vítima, um idoso de 80 anos, acordou com o morcego já em seu pescoço e mesmo após a testagem do animal ter dado positivo para a doença, o idoso recusou o tratamento de exposição.

Segundo informações do UOL, após um mês do ocorrido, o americano começou a sentir dores na nuca, na cabeça, dormência nos dedos das mãos, dificuldade de controlar seus braços e problemas para falar. E morreu dias depois.

publicidade

Na terça-feira (28), o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) confirmou o diagnóstico da vítima e, ainda acrescentou que, o caso de morte em humanos é o primeiro desde 1954.

“A raiva tem a maior taxa de mortalidade do que qualquer outra doença”, disse a diretora do IDPH, Ngozi Ezike, em um comunicado à imprensa. “Entretanto, há tratamento salvador de vidas para indivíduos que buscam atendimento rapidamente após serem expostos a um animal com raiva”.

Posteriormente, especialistas em vida selvagem fizeram uma vistoria na casa do idoso e encontraram uma colônia de morcegos no local. Todas as pessoas que tiveram contato com os animais receberam tratamento preventivo.

Ainda segundo o CDC, nos Estados Unidos, são registrados de um a três casos positivos de raiva humana por ano, além disso, entre 30 e 60 mil pessoas têm contato com o vírus e passam por tratamento antes de a doença se manifestar.

Idoso é mordido por morcego enquanto dormia e morre por contrair raiva. Imagem: Jekjob/iStock
Idoso é mordido por morcego enquanto dormia e morre por contrair raiva. Imagem: Jekjob/iStock

Caso de raiva no Brasil

No Brasil, em junho deste ano, a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro informou a morte de um jovem de 13 anos após também ser mordido por um morcego infectado na região de Angra dos Reis. O caso de morte foi o primeiro no país desde 2006, e o primeiro na região desde 1986.

O rapaz foi infectado no final de janeiro, começou a ter os sintomas em 22 de fevereiro e faleceu em março, conforme informou o G1.

A raiva é uma zoonose, doença que afeta tanto os animais como os humanos. Seu vírus é transmitido pela saliva dos animais infectados, principalmente através de mordidas. Receber arranhões e lambidas também podem passar a doença.

Leia mais!

A condição afeta o sistema nervoso central e causa inflamações no cérebro, o que evolui rapidamente. Pessoas que entram em contato com o vírus precisam imediatamente procurar atendimento médico para receber o tratamento indicado, bem como a vacina antirrábica.

Qualquer mamífero pode transmitir a doença: gato, cachorro, vaca, cavalo, coelho, morcego… Por isso, também é imprescindível se atentar para a saúde dos animais de estimação e manter suas carteiras de vacinação em dia.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!