A 99 anunciou um reajuste nas taxas da plataforma, com expectativa de resultar em um aumento de 10% a 25% nos lucros aos motoristas do aplicativo.

A decisão da empresa veio em meio a uma crise no Brasil que causou, dentre outros impactos, o aumento nos preços de combustíveis e consequente diminuição nas margens de lucro desses trabalhadores. Com ganhos menores, muitos motoristas deixaram de utilizar a plataforma e, com o reajuste, a 99 espera oferecer um atrativo frente à concorrência para evitar saídas em massa.

publicidade

De acordo com a 99, a própria companhia irá subsidiar a mudança, o que significa que os passageiros não devem sofrer com impactos no valor das corridas.

Bomba de gasolina no tanque de um carro
99 anuncia aumento de 25% nos ganhos dos motoristas da plataforma. Crédito: Pedro França/Agência Senado

Todas as 1,6 mil cidades brasileiras onde o aplicativo opera receberão o reajuste, sendo aplicada às categorias 99Pop, 99Comfort, 99Poupa, 99Compartilha e 99Entrega.

A mudança “leva em consideração a manutenção do equilíbrio da plataforma”, justificou a empresa.

A diretora de operações e produtos da 99, Livia Pozzi, afirmou à Exame que, além do reajuste, a companhia também está aumentando para 10% o desconto em combustíveis na parceria com a rede de postos Shell.

Leia também!

Segundo Livia, a parceria com a Shell resultou em uma economia de mais de R$ 5 milhões. Além disso, a empresa também voltou com as ações de isenção de tarifas em algumas corridas, o que deve contribuir com a estratégia de aumento na margem para motoristas.

Assim como a 99, a Uber também anunciou recentemente uma estratégia similar, que foca no aumento da margem de ganhos para parceiros motoristas.

Na região metropolitana de São Paulo, por exemplo, os valores pagos aos motoristas da Uber sofreram reajuste de 35%. Para outras cidades, no entanto, o motante varia.

Crédito da imagem principal: Julio Ricco/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos noYouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!