O vulcão Cumbre Vieja, que entrou em erupção nas Ilhas Canárias em 19 de setembro, finalmente viu a lava que expeliu atingir o mar, formando uma espécie de delta oceânico, com direito a vídeos do encontro reproduzidos por vários perfis nas redes sociais.

“Delta” é o nome normalmente dado ao terreno situado entre dois braços de um rio, junto à sua foz, devido à acumulação de sedimentos. É comum vê-lo em encontros entre águas de rio e de mar/oceano. No exemplo do Cumbre Vieja, podemos trocar “rio” por “lava”.

publicidade

Leia também

No dia 29 de setembro, o despejo de lava produzido pelo Cumbre Vieja chegou à praia de Los Guirres/Playa Nueva, caindo de um penhasco de aproximadamente 100 metros de altura. A partir daí, o encontro com a água salgada do mar formou um delta oceânico improvisado, levantando nuvens densas de fumaça branca, que foram empurradas ilha adentro pelos ventos marítimos.

Devido à água ser bem rasa naquela área, autoridades oceanográficas da Espanha disseram que uma plataforma foi levantada – “em torno de 50 metros em mais ou menos 45 minutos” -, o que indica uma velocidade relativamente alta de avanço da lava antes de chegar ao oceano.

O processo de depósito de lava no mar ainda vem ocorrendo, porém, com registros no Twitter marcados com a data de ontem (5). A chegada ao oceano é algo que preocupa os ambientalistas, justamente porque a reação do magma com a água salgada gera a fumaça de natureza tóxica.

Todo o caminho percorrido pela lava antes disso, porém, já vinha causando problemas. Segundo autoridades que falaram ao El País, a rota a ser seguida pelo despejo era imprevisível e tinha comportamento errático. Durante um período de 10 dias, cerca de 50 milhões de metros cúbicos (m³) de lava foram despejados, contando com momentos entre desaceleração e recuperação de velocidade.

Por isso, as autoridades promoveram o isolamento completo de quatro regiões residenciais, evacuando seus moradores a fim de evitar que a fumaça tóxica causasse mortes. Esse isolamento segue presente hoje (6), com autoridades admitindo uma zona de exclusão com um raio de duas milhas náuticas (3,70 km).

Ao entrar em contato com a água do mar, a lava desencadeia uma reação química que libera clorina, altamente danosa à pele, olhos e sistema respiratório: “O súbito colapso de novas massas de terra e penhascos adjacentes no oceano, bem como as explosões que desencadearam esse colapso, geraram ondas de água escaldante, que subiram para a costa, além de uma pluma de vapor que pode causar chuva ácida e pequenas partículas de vidro vulcânico que podem ser carregadas com o vento”, disse um comunicado do Departamento de Pesquisa Geológica dos EUA, quando questionado sobre o assunto.

Ao todo, a erupção do Cumbre Vieja, antes de formar seu delta oceânico, causou a evacuação de mais de cinco mil pessoas e destruiu cerca de 500 edifícios e 200 hectares de terra – um problema bem grande para uma ilha (La Palma) cuja economia é basicamente sustentada pela agricultura.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!