O LinkedIn anunciou nesta quinta-feira (14) que irá encerrar o uso de sua plataforma na China. Segundo a rede social, que é voltada para o campo profissional, os recursos da ferramenta não estão tendo o sucesso esperado.

“Embora tenhamos obtido sucesso em ajudar os membros chineses a encontrar empregos e oportunidades econômicas, não encontramos o mesmo nível de sucesso nos aspectos mais sociais de compartilhar e manter-se informado. Também estamos enfrentando um ambiente operacional significativamente mais desafiador e maiores requisitos de conformidade na China. Diante disso, tomamos a decisão de descontinuar a versão localizada atual do LinkedIn, que é a forma como as pessoas na China acessam a plataforma de mídia social global do LinkedIn”, disse a empresa em um blog.

publicidade

De acordo com o comunicado, a desativação do app acontecerá ainda este ano.

homem segurando celular com logo do LinkdIn
Após sete anos, LinkedIn encerra rede social na China para lançar app exclusivo no país. Imagem: Chiang Shutterstock

Contudo, a ação não significa que a companhia irá parar de atuar na China. A mudança faz parte de uma nova estratégia da rede social em relação ao país que irá lançar, também neste ano, o InJobs, plataforma semelhante ao LinkdIn exclusiva para os usuários chineses.

“Nossa nova estratégia para a China é colocar nosso foco em ajudar os profissionais baseados na China a encontrar empregos na China e as empresas chinesas a encontrarem candidatos de qualidade. Ainda este ano, lançaremos o InJobs, um novo aplicativo de empregos autônomo para a China. InJobs não incluirá um feed social ou a capacidade de compartilhar postagens ou artigos. Também continuaremos a trabalhar com empresas chinesas para ajudá-las a criar oportunidades econômicas”, explicou em nota.

Leia mais!

A decisão é alinhada ao compromisso da rede social de “criar oportunidades econômicas para todos os membros da força de trabalho global”, oferecendo recursos e serviços de acordo com a demanda e regras de cada país.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!