Após se consagrar campeã da MPL Brasil, o primeiro campeonato brasileiro profissional de ‘Mobile Legends: Bang Bang’, a RED Canids Kalunga irá começar a se preparar para a M3 World Championship, o mundial oficial do game, que acontecerá presencialmente em Cingapura entre os dias 6 e 19 de dezembro. Só que o jogo é uma febre no sudeste asiático e possui várias equipes excelentes. Estaria o time nacional, então, pronto?

De acordo com todos os integrantes da equipe – Victor “Lunna” Monteiro, Abraão “Jump Style” Santos, Lucas “Upaa” Araújo, Matheus “Frost” Santos e Nicolas “Akashi” Vieira -, com certeza! De acordo com o jungle, as expectativas são boas para a primeira experiência do grupo em um torneio internacional. “Não estou me sentindo fraco comparado às equipes lá de fora”, declarou ao Olhar Digital.

publicidade

“Quando você pensa em jogar, e pode confiar no time todo, eu acho que nós não somos fracos. Temos potencial pra bater de frente com qualquer um, basta confiar um no outro. Aqui não é 1×1, 1×2, 1×9, sabe? Isso aqui é uma equipe! Com trabalho em equipe, qualquer jogo fica muito mais fácil”, afirmou “Jump Style”, que argumenta que o jogo não será ganho se o pensamento for individual

“Tenho certeza de que quando chegarmos lá fora, vamos bater de frente com muitas outras boas equipes, não vou me iludir muito. Mas vamos dar trabalho”, afirmou o player, que se diz otimista e com os pés no chão. “Só basta querermos e focarmos no jogo”.

red canids
MLBB: RED Canids desbanca Keyd e é campeã da MPL Brasil. Imagem: Twitter/Divulgação

No último sábado (16), “A Matilha” desbancou a favorita Vivo Keyd (VK), que havia dominado o torneio até então, em final presencial na qual o Olhar Digital foi um dos convidados presentes (saiba detalhes). Após abrir o dia jogando a final da chave inferior contra a DreamMax, a RED Canids surpreendeu a equipe do MVP (sigla em inglês para mais valioso jogador) “Kiing” e, em uma disputa acirradíssima, venceu por 3 a 2 e levou o título e o prêmio de US$ 12 mil.

“Durante o campeonato foi complicado, conturbado assim dizendo. nosso time não estava encaixando, por mais que tivéssemos ganhados alguns jogos na Fase Regular. A gente tinha o papel de ganhar da Vivo Keyd, pois tomamos de 2 a 0 deles na Fase de Grupo. Os meninos são bons, não dá para negar”, declarou “Lunna”, capitão da RED Canids, em entrevista – que, em todo o momento, não deixou de valorizar a equipe dele acima das outras.

“Eu reconheço o “Kiing”, ele é um exímio jogador. Foi merecido [o título de MVP] sim, na minha opinião. Foi um jogador que fez por merecer, né? Altas partidas MVP, então, é justo o MVP [de toda a MPL Brasil], mas como falei: a final foi ganha pela gente. E mesmo que não fosse, eu tenho o melhor side lane xp, gold lane e etc. E, na minha posição, eu sou o melhor”, apontou sem pestanejar, comparando a si mesmo com o jogador de futebol Cristiano Ronaldo e a filosofia dele. “Eu preciso pensar sempre que sou o melhor da minha posição”.

Tímido, o grande destaque individual da RED Canids na final da MPL Brasil, o mid lane “Frost”, optou por deixar “a voz da experiência do time” falar sobre o desempenho gigantesco que demonstrou contra a VK nos cinco rounds. “Lunna”, no entanto, afirma que os resultados do player foram conquistados após muitos “puxões de orelha”. “Ele teve alguns deslizes durante o treino e por algumas semanas”, revelou o capitão.

“Eu cobrei, o coach cobrou. O “Jump Style” , que é um dos principais jogadores do meu time, cobrou também. Mas ele merece os parabéns. Excelente jogo contra a DreamMax, na semifinal, e agora na final, excelente jogo também”, destacou “Lunna”.

‘Mobile Legends: Bang Bang’ tirou “Lunna” da depressão

Capitão da RED Canids, Victor “Lunna” foi do futebol de campo para o ‘Mobile Legends: Bang Bang’. O jogador de 25 anos começou a construir carreira no esporte convencional, tendo atuado como goleiro por alguns clubes do futebol carioca – que ele, por opção, preferiu não citar quais. No entanto, uma lesão o afastou dos campos e dificultou bastante a trajetória e vida pessoal.

“Jogo futebol desde novo, passei por diversos clubes na divisão de base. Cheguei ao profissional, estava tudo dando certo e aconteceu de eu ter uma lesão em um treinamento. Eu tinha acabado de assinar com um clube do Rio, que infelizmente me mandou embora. Apareceu o ‘Mobile Legends’ e me tirou da depressão”, contou o jogador em coletiva após a grande final.

Mesmo acima da média de idade dos colegas de equipe – que, a todo momento na final contra a VK, o respeitavam como líder nato -, o player não vê o cenário competitivo de esports como apenas uma forma de lazer, mas sim uma alternativa para conseguir viver. “O jogo, pra mim, é isso. Ele me tirou da depressão e hoje, graças a Deus, é o sustento dos meus filhos e da minha família”, explicou ao Olhar Digital.

“Lunna” ainda falou sobre a importância de ser líder da RED Canids e como foi a trajetória até o momento em que ergueram a taça de campeões. “Fase de Grupos não define vencedor, né? Tem playoff e etc. O trabalho vem evoluindo, né? A gente veio numa crescente muito boa. Eu cobro mesmo, cobro muito. Teve muita discussão durante o treino, é algo normal, [mas] é algo desgastante – afinal, são três meses morando juntos e sete cabeças com pensamentos diferentes em uma casa, uma game office“, disse.

Olhar Digital esteve presente presencialmente durante todo o evento e foi um dos únicos veículos de comunicação convidados a participar da grande final da MPL Brasil. Confira abaixo, na íntegra, como foi o duelo emocionante e acirradíssimo entre Vivo Kayd e Red Canids Kalunga:

RED Canids venceu a MPL Brasil, o primeiro campeonato nacional de ‘Mobile Legends Bang Bang’

A primeira edição da liga profissional de ‘Mobile Legends: Bang Bang’ Brasil contou com oito equipes na disputa da fase regular e foi responsável por definir o primeiro campeão brasileiro na história do MOBA para celulares.

A MPL Brasil foi realizada entre os meses de agosto e outubro de 2021, valendo uma premiação total de US$ 30 mil (cerca R$ 162,1 mil na cotação atual).

Na disputa da liga, algumas das organizações já conhecidas do público estiveram presentes. Além das finalistas Red Canids Kalunga e Vivo Keyd, os outros times participantes foram Santos, Black Dragons, Imperial e Team Coda Solid, além de outras como MooM e DreamMax.

Leia mais:

Vale ressaltar que, das oito participantes, seis foram convidadas e duas vieram da classificatória aberta – a MooM e a Coda Solid. 

Durante a temporada regular, ocorreram seis finais de semana de disputas com 28 partidas ao todo. Na fase de grupos, diferente da final MD5, os embates foram realizados em formato melhor de três (MD3) jogos até as semifinais.

Crescendo no Brasil intensamente com o investimento da produtora MOONTON nos esports – e com parceria do TikTok para a MPL -, o multiplayer chega ao País e o torna o primeiro fora do sudeste asiático a sediar o campeonato mundial do game. Inclusive, a sua segunda edição da MPL Brasil já tem data marcada para acontecer: no início de março de 2022.

O sucesso de ‘Mobile Legends Bang Bang’

Com cinco anos de vida, 1 bilhão de downloads e mais de 105 milhões de usuários ativos mensais, ‘Mobile Legends’ é um sucesso. Para quem não é familiarizado, o jogo é atualmente um dos multiplayer online battle arena (MOBA) mais populares do mundo, que reúne comunidades por meio do trabalho em equipe e da estratégia.

O game está disponível em mais de 190 países e 27 idiomas, além de estar entre os dez mais jogados em mais de 80 países. Com um amplo alcance, principalmente na região Ásia-Pacífico, o multiplayer é uma presença global de esports.

Gratuito para jogar, ‘Mobile Legends: Bang Bang’ está disponível para dispositivos Android e iOS. E com o game dando os primeiros passos em outras regiões do mundo, incluindo o Brasil, o técnico da RED Canids, Diego “Darkness”, afirma que o cenário possa ficar muito mais profissional de hoje em diante.

‘Mobile Legends: Bang Bang’: Red Canids é a grande vencedora da MPL Brasil. Imagem: Arthur Henrique/Olhar Digital

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!