Pesquisadores da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos, acreditam que os microbiomas orais possuem ligação direta com sintomas longos de Covid-19. De acordo com a pesquisa, pacientes que desenvolveram a famosa ‘Covid longa’ têm microbiomas orais com uma abundância significativamente maior de bactérias que induzem inflamação.

Um dos principais autores do estudo, John P. Haran, afirmou que ainda não se sabe como os pacientes desenvolvem sintomas longos de Covid-19, mas a descoberta pode desempenhar um papel fundamental nas descobertas da nova doença.

publicidade
Covid-19 Imagem: Shutterstock
Pesquisadores encontram indício de possível motivo para longos sintomas de Covid-19. Imagem: Shutterstock

O microbioma oral é um conjunto de bactérias que possui papel fundamental na progressão da saúde e doença, pois é o primeiro ponto de encontro do sistema imunológico com o mundo exterior.

“O sistema imunológico inato o mantém funcionando sem problemas. A interrupção desse equilíbrio pode afetar o sistema imunológico inato e, por meio dele, a saúde e a doença. Para pacientes que sofrem de sintomas longos de Covid-19, o microbioma muda para um estado muito pró-inflamatório”, explica Haran.

“Acreditamos que o microbioma oral influencia a forma como o sistema imunológico de um indivíduo responde ao Covid-19 e, portanto, um microbioma pró-inflamatório pode levar a sintomas prolongados, mesmo após a eliminação do vírus. Também é possível que, em alguns indivíduos, o Covid-19 cause uma mudança no microbioma em direção a um perfil pró-inflamatório, que leva a sintomas prolongados”, explicou o professor assistente de medicina de emergência, Evan S. Bradley.

Leia também!

Haran informou que para entender melhor a ligação entre o microbioma oral e a inflamação por Covid-19 é necessário explorar o assunto mais profundamente com mais voluntários e mais dados.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!