A Positivo Tecnologia anunciou nesta segunda-feira (25) que firmou uma parceria com a chinesa Transsion Holdings. Agora, a empresa brasileira vai representar também a marca de celulares premium Infinix em solo nacional — o modelo que inaugurou essa parceria foi o Infinix Note 10 Pro.

Você pode saber mais sobre o smartphone Infinix Note 10 Pro nessa matéria aqui.

O negócio dará à Positivo o poder de fabricar, comercializar e prestar assistência técnica especializada em produtos Infinix no país.

publicidade

“A aliança nos permite reforçar a estratégia de avançar ainda mais nossos negócios principais, ampliar o importante portfólio de celulares e atuar competitivamente na faixa intermediária e premium no oportuno mercado de smartphones no Brasil”, afirmou Hélio Rotenberg, presidente da Positivo Tecnologia.

Leia mais:

O grupo Transsion, dono da marca Infinix, é uma empresa que atua em mais de 70 países e concentra parte de seus negócios no nicho de smartphones.

Considerada a sexta maior companhia do mundo no setor, responsável pela venda de mais de 174 milhões de aparelhos em 2020, segundo dados da consultora IDC.

E quem é a Infinix?

A Infinix é a marca premium da empresa e a que mais cresce no portfólio de celulares Android disponibilizado pela companhia. Entre 2018 e 2020, as vendas dos aparelhos saltaram 160%. Já no primeiro semestre de 2021, o crescimento foi de 85%. 

Lançada em 2013 com foco no público gamer, a marca, segundo a fabricante, ganhou espaço em diferentes mercados em que foi lançada. 

Infinix Note 10 Pro é primeiro produto da parceria com a Positivo
Infinix Note 10 Pro é primeiro smartphone lançado em parceria com a Positivo. Imagem: Infinix/Divulgação

Mercado de celulares em alta no Brasil

O mercado de celulares no Brasil está aquecido. Mesmo com a pandemia, o segmento obteve uma receita de R$ 71,7 bilhões em 2020, um crescimento de 16% em relação a 2019. 

Os smartphones, por sua vez, são os produtos eletrônicos mais vendidos no país. Ao todo, foram comercializados aproximadamente 48 milhões de unidades no ano passado. 

Os modelos de maior demanda, segundo a IDC, estão na faixa de R$ 1,1 mil e R$ 1,99 mil (83%) e de R$ 2 mil a R$ 2,99 mil (88%). Estima-se que esse mercado crescerá 3% no Brasil ainda em 2021.

Créditos da imagem principal: Positivo/Divulgação

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!