Acidentes com baterias de veículos elétricos costumam ter resultados perigosos, já que o superaquecimento do componente leva a incêndios que podem levar até dias para serem apagados. E ao que parece, uma empresa austríaca está pensando justamente num extintor que impeça que os carros elétricos perpetuem esse problema.

Incêndios em carros elétricos, como o que ocorreu em agosto deste ano num acidente com um Tesla Model X, tendem a dar dor de cabeça aos Corpos de Bombeiros por conta do ciclo da bateria: ao parar de despejar água, outra descarga elétrica no componente superaquecido volta a criar chamas. O esvaziamento das células de íon-lítio podem levar dias e, evidentemente, consumir quantidades absurdas de água.

publicidade
mangueira debaixo do carro
Imagem: Divulgação/Rosenbauer

Para contornar esse problema, a fabricante de acessórios Rosenbauer criou uma mangueira que pode atravessar qualquer superfície do carro, injetando água diretamente na área que necessita de resfriamento. A medida, então, abaixa a temperatura e restaura o fluxo termal do componente, impedindo que as células de íon-lítio voltem a gerar incêndios.

Extintor pode ser acoplado em baterias do carro

A mangueira introjetora consegue bombear água em até 8 m de distância, e já foi testada pelo departamento de Incêndio e Segurança da Securitas, em Leipzig, na Alemanha. A fabricante afirma que o sistema é eficaz em células prismáticas, redondas e em bolsões.

Para evitar que as correntes de energia voltem a gerar outros incêndios em carros elétricos já comprometidos, a Rosenbauer desenvolveu um método de destacamento do extintor para ele permanecer acoplado ao veículo. Se as baterias voltarem a superaquecer, a mangueira consegue resfriá-las novamente, até que o automóvel esteja protegido.

Imagem: Reprodução/The Drive

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.