Em junho deste ano, o Food and Drug Administration (FDA), órgão similar à Anvisa nos Estados Unidos, aprovou um novo medicamento para emagrecimento que usa a substância semaglutida, que, segundo os médicos, pode trazer uma grande melhoria no tratamento de pacientes com sobrepeso e obesidade.

O medicamento, desenvolvido inicialmente para o tratamento de pacientes com diabetes tipo 2, é aplicado com uma “caneta”, mesmo método usado para outros tipos de remédio e insulinas.

publicidade

O tratamento para o controle do peso é indicado para pessoas com Índice de Massa Corporal (IMC) acima de 30 ou quando o sobrepeso acarreta problemas como apneia, hipertensão ou a própria diabetes. Em ensaio clínico, os voluntários perderam em média 12,4% de seu peso corporal. Em um segundo, a média foi de 6,2%.

Obesidade e a Covid-19
Semaglutida é vista como alternativa para o tratamento de pacientes com sobrepeso e obesidade Imagem: jarmoluk (Pixabay)

Como a semaglutida age no corpo?

Toda vez que uma pessoa come, o hormônio GLP-1 “avisa” para o cérebro que chegou o momento de iniciar a produção de insulina para que a glicose seja absorvida pelas células. É sobre esse hormônio que a semaglutida age. Enquanto o nosso hormônio dura 10 minutos de forma natural, a substância sintética trabalha por uma semana. Ou seja, a sensação de fome desaparece por mais tempo.

A dose do medicamento para o controle da obesidade varia de acordo com o paciente e a posologia deve ser definida pelo médico. No entanto, estudos científicos apontam que a dose média para esse tipo de tratamento é de 2,4 mg por semana.

Leia mais:

Semiglutida pode gerar efeitos colaterais

Como qualquer medicamento, a semaglutida também pode gerar efeitos adversos. Entre os sintomas, estão náusea, diarreia ou prisão de ventre, e dor abdominal.

Há ainda a possibilidade do paciente ter dores de cabeça, fadiga, indigestão, tontura, distensão abdominal, refluxo, flatulência e hipoglicemia (quando o nível de açúcar no sangue despenca).

Vale destacar que o medicamento tem um custo alto, que beira os 1,3 mil dólares. Além disso, ainda são necessárias algumas avaliações, como seus efeitos de longo prazo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!