O Volkswagen Taos é o primeiro automóvel da América Latina a receber nota máxima nos testes da Latin New Car Assessment Programme (Latin NCAP, ou “Programa de Avaliação de Carros Novos”). O SUV (ou “SUVW”, como chama a montadora)foi condecorado com cinco estrelas pela Federação Internacional do Automóvel, que avaliou a proteção de pedestres, adultos e crianças em diversos cenários de colisão.

A nota geral foi definida pelo menor índice de segurança entre os 4 grupos de avaliação: Sistemas de Assistência ao Condutor, Proteção aos Pedestres, Proteção aos Ocupantes Crianças e Proteção aos Ocupantes Adultos. Parte deste último — um impacto frontal a 64 km/h contra uma barreira deformável, com 40% de sobreposição da frente do veículo — foi testemunhado pelo Olhar Digital.

publicidade

Testes da Latin NCAP avaliam até capotagem

Central de testes da Volkswagen (Imagem: Mário Kurth/Olhar Digital)

No grupo de Proteção aos Ocupantes Adultos, são realizados ensaios que englobam uma série de requisitos de segurança e performance biomecânica. São avaliados, por exemplo, o impacto lateral contra uma barreira deformável, montada em um trenó, a 50 km/h contra o veículo. Outro teste, contra poste, lança o veículo lateralmente a 29 km/h em direção a um poste, para simular a colisão na realidade.

No grupo de Proteção aos Ocupantes Crianças, a avaliação da Latin NCAP avaliou como o Volkswagen Taos lida nos impactos frontal e lateral. Adicionalmente, são avaliados os itens de proteção as crianças presentes no veículo, além da facilidade e segurança na instalação de cadeirinhas infantis. Além disso, é verificada a frenagem autônoma de emergência — tanto em situação de trânsito urbano (50 km/h) quanto avaliação do efeito chicote na coluna cervical (whiplash), integridade do sistema de combustível e adicionalmente a folha de resgate para o corpo de bombeiros, indicando os pontos corretos de corte da estrutura.

Volkswagen testa colisão do Taos (Imagem: Mário Kurth/Olhar Digital)

No grupo de Proteção aos Pedestres, são avaliados os índices de lesão nas pernas, na região pélvica e na região da cabeça, englobando crianças e adultos durante testes de impacto na região frontal do veículo. Outro requisito avaliado para a proteção a pedestres é o acionamento da frenagem autônoma de emergência para pedestres, avaliando se o dispositivo responde rápido o suficiente para evitar um acidente.

No grupo de Sistemas de Assistência ao Condutor, são avaliados a performance de dispositivos, como, por exemplo, alerta de utilização dos cintos de segurança dianteiros e traseiros, controle eletrônico de estabilidade, limitador de velocidade e frenagem autônoma de emergência até 80 km/h (situação de trânsito interurbano).

Taos promete ser equipado para o impacto

Impacto concentra na parte frontal para não transferir aos passageiros (Imagem: Mário Kurth/Olhar Digital)

O resultado do Volksvagen Taos nos testes do Latin NCAP se dá por conta de uma estrutura pensada para estes cenários. O utilitário esportivo foi desenvolvido com base na plataforma MQB, utilizada nas suas linhas de montagem na Argentina e no México, e apresenta altos índices de proteção em impactos. A parte frontal, por exemplo, é desenvolvida para absorver totalmente a força da colisão, estilhaçando-se para evitar a transferência aos passageiros.

Além disso, o veículo vem equipado com assistentes de condução, de última geração, como o sistema de Controle Adaptativo de Cruzeiro (ACC) com Stop & Go, Frenagem Autônoma de Emergência (AEB) com detector de pedestres, Detector de Ponto Cego e Assistente de Manobra — que alerta o condutor caso um outro veículo esteja se aproximando.

Imagem: Divulgação/Volkswagen

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!