A Philco anunciou, nesta terça-feira (14), o lançamento de um notebook de entrada, chamado Philco PNB14. Mesmo com nome nada simples para o consumidor decorar, este modelo oferece praticamente o mais básico possível para você utilizar o Windows 10, mas sem qualquer chance de receber o Windows 11.

Começando com números, o Philco PNB14 é um notebook que já seria dos mais simples em 2018, ou mesmo em 2017. Digo isso por um motivo bastante peculiar: o processador escolhido pela empresa americana é o Intel Celeron N3350, um chip fabricado com litografia de 14 nanômetros, trazendo dois núcleos e que foi apresentado pela Intel durante o terceiro trimestre de 2016.

publicidade

Leia também

Philco PNB14 (Imagem: divulgação/Philco)
Philco PNB14 (Imagem: divulgação/Philco)

Ele vem acompanhado de 4 GB em DDR3, com o componente soldado na placa e essa decisão impossibilita a atualização da memória volátil. Ao menos é possível expandir o armazenamento interno, já que uma conexão M.2 está presente e disponível na placa – de fábrica a Philco coloca 128 GB em eMMC.

Philco PNB14 tem tela Full HD

Se no desempenho o Philco PNB14 entrega apenas o mais básico possível para ter o sistema operacional rodando, na tela a situação é contrastante. Geralmente os notebooks simples, ou até mesmo alguns intermediários, utilizam display com resolução 720p. Já a marca americana colocou um painel de 14,1 polegadas em resolução Full HD, com tecnologia IPS para melhorar os ângulos de visão.

Uma webcam apenas VGA (480p) fica logo acima da tela, o teclado vem no padrão ABNT2, mas não é retroiluminado. A bateria tem 5.000 mAh e promete cinco horas de autonomia, valor que é possível acreditar justamente pelo baixo consumo energético dos componentes internos.

Por fim, o Windows 10 está presente por aqui e ele não será atualizado para a versão atual. A escolha de hardware pela Philco impede que este notebook esteja dentro dos requisitos mínimos para receber o Windows 11. Infelizmente.

Quando e quanto?

O Philco PNB14 ainda não está disponível para venda no varejo brasileiro Brasil, mas já pode ser encontrado na loja oficial da empresa – pela internet. O notebook recebeu preço sugerido de R$ 2,7 mil. Um tanto salgado para um hardware tão fraco, mesmo para o segmento de entrada.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!