A Amazon fez uma descoberta não tão interessante para os planos da empresa de popularizar os produtos da linha Echo Dot e a assistente virtual Alexa: um vazamento de documentos da empresa, obtidos pela Bloomberg, apontou que entre 15% e 25% dos usuários que adquirem o aparelho param de usá-lo uma semana depois da compra.

Apesar das habilidades da Alexa serem amplas, muitos dos usuários usam poucas das operações disponíveis. As projeções financeiras da empresa hoje indicam que seus alto-falantes inteligentes crescerão apenas 1,2% ao ano em volume de vendas, um pouco longe de seus melhores momentos comerciais.

publicidade

Os documentos que vazaram da Amazon revelam ainda que a empresa descobriu em seus estudos que a maioria das pessoas só usa os alto-falantes inteligentes Echo para tocar música, definir um cronômetro ou ligar e desligar as luzes em casas inteligentes. 

Imagem mostra o dispositivo da Amazon, o Echo Dot, que funciona com a assistente virtual Alexa, em cima de uma mesa; ao lado, livros empilhados
Assistente virtual Alexa Echo Dot Amazon. Crédito: Anna Quelhas / Shutterstock

Além disso, a Amazon teria dois problemas principais com Alexa. O primeiro é a preocupação com a privacidade dos usuários, o que explica porque a empresa acabou integrando um botão físico para desativar o microfone das caixas de som Echo em seus modelos mais recentes.

Outro ponto é que as pessoas realmente não acham os alto-falantes inteligentes úteis. Sim, existem muitas funções, mas localizá-las e configurá-las pode ser um processo complicado. Aparentemente, os usuários só usam as funções que aprenderam durante as três primeiras horas de uso do equipamento. Ou seja, se os consumidores não aprenderam nesse período, é quase um fato que nunca os usarão.

Leia também

A isso também é possível acrescentar o problema permanente de que tanto a Alexa quanto outros assistentes inteligentes nem sempre entendem o que o usuário está dizendo. Portanto, a Amazon tem muito a fazer para melhorar a experiência e, consequentemente, as vendas dos aparelhos Echo.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!