Dentro do seu projeto de expansão na Índia, o Google anunciou um investimento de até US$ 1 bilhão na Bharti Airtel (BRTI), o que fez as ações da operadora de telecomunicações aumentarem 6,6% nesta sexta-feira (28). O aporte inclui US$ 700 milhões em ações na Airtel a 734 rúpias (US$ 9,77) e até US$ 300 milhões para a implementação de acordos comerciais. Dentre eles, está a expansão dos produtos e serviços da Airtel. 

Investimento prevê fundo de digitalização 

De propriedade da Alphabet Inc, o Google tem como meta investir mais US$ 10 bilhões nos próximos dois anos na Índia, com foco no fundo de digitalização ao longo de cinco a sete anos por meio de acordos de capital próprio e tie-ups. 

publicidade

A aplicação feita na Airtel contribuirá com o desenvolvimento de dispositivos, banda larga doméstica, data centers e adoção em nuvem. A longo prazo a meta é desenvolver redes 5G, segundo o CEO da Bharti Airtel, Gopal Vittal. 

“Esse investimento será muito útil para aumentarmos a nossa agenda digital e é aí que vamos dobrar e realmente ir fundo”, disse Vittal. 

Airtel
Empresa de telecomunicações utilizará investimento para oferecer smartphones mais baratos aos clientes, além de rede 5G e ecossistema em nuvem para pequenas e médias empresas indianas. Imagem: Shutterstock

Leia mais:

Reflexos do investimento 

Além do impacto positivo no valor das ações, o investimento do Google certamente será um auxílio para a Airtel enfrentar a concorrência no mercado de telecomunicações indiano, hoje controlado pelo homem mais rico do país, Mukesh Ambani. 

Sendo a segunda maior empresa do setor da Índia, a Airtel poderá oferecer smartphones acessíveis aos seus clientes, 5G e mais um ecossistema de nuvem para pequenas e médias empresas. 

O seu principal rival é o conglomerado Reliance Industries, unidade digital da Jio Platforms, que também recebeu investimento do Google em julho de 2020 em um aporte de US$ 4,5 bilhões. 

Logo após esse investimento, a companhia foi capaz de lançar um smartphone 4G a baixo custo com o sistema operacional Android. Agora, com capital tanto na Airtel quanto na Jio, o Google já cobre 75% do mercado de smartphones na Índia.   

Via: Reuters

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!