A Apple liberou o download da primeira versão de testes do iOS 15.4 e neste update foram encontrados dois grandes recursos: a possibilidade de utilizar o Face ID mesmo de máscara, junto do aguardado Controle Universal. A primeira novidade é importantíssima para um mundo que está chegando aos dois anos de pandemia, enquanto a segunda é uma promessa não cumprida da Apple há certo tempo.

O Face ID é um dos mais competentes métodos de autenticação biométrica, pois os sensores do iPhone rastreiam diversas informações do rosto do usuário para reconhecer se ele é realmente quem diz ser. O problema é que desde o começo de 2020, quase dois anos atrás, as pessoas utilizam (ou deveriam utilizar, sabe) máscara no rosto – cobrindo boca e nariz.

publicidade

Leia também:

Com isso o novo coronavírus é evitado, mas também deixa o Face ID sem uso. A partir do iOS 15.4 esse cenário deve finalmente mudar. Uma nova opção de autenticação biométrica permite que o usuário continue utilizando a máscara, enquanto a leitura fica limitada aos detalhes no entorno dos olhos.

“O Face ID é mais preciso quando é utilizado para reconhecer o rosto inteiro. Para usar o Face ID enquanto está de máscara, o iPhone pode reconhecer detalhes únicos ao redor da área dos olhos para autenticar o usuário”, diz a descrição da nova função.

Face ID de máscara é mais lento

Alguns usuários que já testaram o recurso afirmam que ele o desbloqueio da tela, ou autenticação para outros recursos como pagamento pelo Apple Pay, é mais lento. Outro ponto importante vale para quem usa óculos, pois basta trocar o acessório e o leitor fica em dúvida. Neste momento ele não autentica a pessoa e é necessário cadastrar o rosto mais uma vez.

Além de ser mais lento e encontrar problemas quando o usuário troca de óculos, existe outro limitador muito importante: o novo recurso do Face ID só funciona no iPhone 12 e 13 – é curioso, pois os iPhones 11, 12 e 13 contam com exatamente o mesmo sensor e lente para a câmera frontal. Este detalhe pode mudar até o lançamento do iOS 15.4 para o público, pois essa é a primeira versão beta.

Por fim, o Controle Universal finalmente apareceu no iOS 15.4 beta 1 e também no macOS 12.3 de testes. Com essa ferramenta o usuário pode começar a mover o cursor a partir de um Mac, levando ele para outro computador da Apple ou mesmo para um iPad logo ao lado. A função conta com ajustes próprios, mas ela já é ativada por padrão.

Além do ponteiro do mouse, o teclado de um Mac também pode controlar outro computador ou um iPad. Para que tudo isso funcione corretamente, o Controle Universal exige que todos os dispositivos estejam logados com a mesma conta da Apple.

Via: MacRumors (1) e (2).

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!