Nesta quinta-feira (10), o diretor de produtos do YouTube, Neal Mohan, anunciou que a plataforma investirá em formas dos criadores de Shorts monetizarem seu conteúdo. O processo acontecerá durante 2022 e incluirá novas formas de interação com o público, além de comercialização de produtos nos canais.  

Uma das principais novidades é a inclusão do Super Chat nos vídeos do Shorts. Os usuários que quiserem poderão fazer comentários de destaque nas postagens dos seus criadores de conteúdo preferido.  

publicidade

Leia também!

Além disso, a ferramenta de vídeo rápidos do YouTube também oferecerá a possibilidade de um usuário pagar por um Short. No entanto, ainda não se sabe se o vídeo será feito por encomenda, ou se o comprador passará a ter os direitos sobre o vídeo, como uma espécie de token não fungível (NFT).  

O YouTube também planeja incrementar uma integração entre o Shorts e vendas online, permitindo que usuários comprem produtos diretamente ao assistir os vídeos. Futuramente, também será possível presentear criadores de conteúdo, como uma espécie de patrocínio.  

TikTok do YouTube, Shorts é lançado Brasil nesta segunda-feira
Imagem: Divulgação/YouTube

Outras mudanças 

Além do investimento no Shorts para aumentar a disputa com o TikTok. O YouTube também acrescentará novas ferramentas focadas nos usuários. A primeira, que já está sendo testada em fase beta, é a possibilidade de exibir os comentários com data e hora em que ocorreram, de acordo com a transmissão ao vivo.  

A plataforma do Google ainda pretende aumentar a interação entre celular e televisão conectados na mesma conta, transformando o aparelho móvel em um controle remoto. O YouTube também está trabalhando em um novo layout que visará facilitar a visualização dos favoritos com mais facilidade. 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!