Depois de muito debate, um fóssil descoberto nos anos 1960 foi finalmente reconhecido como uma espécie distinta: o arcossauro agora chamado “Mambawakale ruhuhu” passa a ser considerado um dos primeiros membros da família de répteis cujos fósseis eventualmente dariam origem aos crocodilos modernos.

De acordo com a Universidade de Birmingham, os ossos do fóssil são os últimos a serem estudados de um conjunto bem maior, extraído do sul da Tanzânia em 1963, na região geológica conhecida como “Formação Manda”.

publicidade

Leia também

Ilustração do Mambawakale ruhuhu, fóssil que viria a dar origem ao crocodilo moderno, segundo estudo
O “Mambawakale ruhuhu” foi reconhecido como uma espécie distinta, efetivamente estabelecendo o elo primário na evolução do que viria a dar origem aos crocodilos modernos. Imagem: Gabriel Ugueto/Reprodução

O fóssil do Mambawakale ruhuhu inclui a maior parte do crânio, a mandíbula inferior, várias vértebras e uma mão/pata. Graças ao material bem denso, os cientistas puderam identificar diversas características que diferem esse animal de outros arcossauros. Há tanta diferença que, ao final de tudo, não havia como não reconhecê-lo como uma espécie distinta.

“[O] Mambawakale ruhuhu foi um predador grande e assustador, que caminhou pela Tanzânia há cerca de 240 milhões de anos. Com cerca de cinco metros de comprimento, ele foi um dos maiores predadores do seu período de vida”, disse Richard Butler, professor de Paleobiologia em Birmingham.

“A nossa análise identificou o M. ruhuhu como um dos mais antigos arcossauros conhecidos, além de um membro primário da linhagem que eventualmente iria evoluir para os crocodilianos atuais. É uma descoberta empolgante, pois identificar este animal nos ajuda a entender a rápida diversificação dos arcossauros e nos permite adicionar mais um elo na corrente evolucionária dos crocodilos”.

O nome também serve como uma (muito necessária) prestação de homenagem e reconhecimento de crédito de inúmeros tanzanianos que contribuíram grandemente para o sucesso da expedição que levou à escavação do fóssil, em 1963: “Mambawakale” é uma palavra traduzida para “crocodilo antigo”, enquanto “ruhuhu” refere-se ao vale de mesmo nome onde o fóssil foi descoberto.

Um estudo detalhado foi publicado no Royal Society Open Science.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!