Acompanhando a estratégia de outros países do bloco europeu, a Espanha confirmou nesta segunda-feira (4) que vai investir € 11 bilhões (mais de R$ 55 bilhões) em um plano cujo objetivo é impulsionar a indústria de chips do país.

Quem anunciou o aporte bilionário foi o primeiro-ministro Pedro Sanchez. O pacote financeiro, que segundo Sanchez será aprovado em breve, vai ser financiado em parte por fundos da própria União Europeia.

publicidade

O objetivo da ação no longo prazo, segundo a Reuters, é aliviar a escassez mundial de microchips, que ainda atinge diversos setores da indústria desde o início da pandemia.

Um plano similar também está em curso nos EUA. O governo americano decidiu investir US$ 52 bilhões no setor de chips para aumentar a competitividade no mercado e também reduzir a dependência de componentes eletrônicos fabricados na China.

Estímulo multibilionário para o setor de chips

Bandeiras da União Europeia com o Parlamento Europeu ao fundo
A Lei Europeia dos Chips vai injetar bilhões na indústria de semicondutores. Imagem: areporter/Shutterstock

A Comissão Europeia anunciou em fevereiro que vai alterar as regras de financiamento voltadas para a instalação de novas fábricas de chips em solo europeu. A estratégia faz parte de um esforço do velho continente de impulsionar a sua indústria local de semicondutores, reduzindo a dependência de componentes fabricados em outros países.

A iniciativa, intitulada como Lei Europeia dos Chips, vai injetar de início € 15 bilhões para investimentos públicos e privados no setor até o ano de 2030. Segundo a presidente da Comissão, Ursula von der Leyen, o montante se somará a outros € 30 bilhões em investimentos públicos já planejados para o setor.

Leia mais:

Intel anunciou plano de expansão na Europa

A Intel não perdeu tempo e já anunciou em março um plano que prevê o investimento de € 80 bilhões (cerca de US$ 88 milhões) no continente europeu para expandir a sua capacidade de manufatura de chips.

A estratégia, segundo a gigante do setor, também visa equilibrar a demanda da indústria global de semicondutores: “Por que estamos fazendo isso? Porque o mundo tem uma demanda insaciável por chips”, explicou o atual CEO da Intel, Pat Gelsinger .

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!