Agências de informação e inteligência dos EUA, Austrália, Canadá, Nova Zelândia e Reino Unido emitiram alertas sobre possíveis ataques cibernéticos arquitetados por grupos de hackers russos. Há investigações em curso com fortes evidências de que as opções russas já estão em curso, incluindo ataques na Europa. 

“A inteligência em evolução indica que o governo russo está explorando opções para possíveis ataques cibernéticos”, diz o comunicado.  

Ataques recentes 

Nos últimos meses, diversas operações cibernéticas patrocinadas pelo Estado russo aconteceram contra a Ucrânia, incluindo a implantação de malware destrutivo contra o governo ucraniano e também empresas. Os ataques são uma ameaça iminente pelo fato dos grupos de hackers já terem anunciado apoio ao governo russo. 

Leia mais:  

publicidade

Medidas preventivas 

Atuando para tentar prevenir os ataques, às agências de segurança estão emitindo alertas sobre medidas preventivas que devem ser praticadas tanto pelos governos quanto pelas empresas. 

Entre elas, estão a correção de todos os sistemas e vulnerabilidades que podem abrir brecha para invasões cibernéticas, com foco na proteção da infraestrutura de TI. Além disso, há outras recomendações:

  • Aplique a autenticação multifator;
  • Proteja e monitore o protocolo de desktop remoto e outros serviços arriscados;
  • Forneça conscientização e treinamento do usuário fina.
hacker de capuz digitando em teclado com letras sobrepondo ele e formando a bandeira da rússia
Ataques de hackers russos estão na mira das investigações da Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura (CISA) dos EUA. Imagem: BeeBright/Shutterstock

A situação preocupante é uma prioridade dentro da Agência de Segurança Cibernética e Infraestrutura (CISA) dos EUA e as atuais orientações fazem parte de um esforço concentrado para impedir que os ataques cibernéticos russos realmente aconteçam.  

“Dada a inteligência recente que indica que o governo russo está explorando opções para possíveis ataques cibernéticos contra a infraestrutura crítica dos EUA, a CISA, juntamente com nossos parceiros interagências e internacionais, está divulgando este aviso para destacar a ameaça e a capacidade demonstradas dos grupos de crimes cibernéticos patrocinados pelo Estado russo e alinhados à Rússia. ”, disse a diretora da CISA, Jen Easterly.  

“As ameaças à infraestrutura crítica permanecem muito reais”, disse Rob Joyce, diretor de segurança cibernética da NSA. “A situação da Rússia significa que você deve investir e agir.”

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!