Um menino de 6 anos estava procurando conchas com seu pai em uma praia do Reino Unido quando encontrou algo inusitado: um dente raro pertencente a um megalodonte, o maior tubarão que já existiu.

Sammy Shelton com o dente de megalodonte que ele encontrou em Bawdsey Beach, na Inglaterra. Imagem: Peter Shelton / SWNS

De acordo com o jornal britânico The Mirror, Sammy Shelton descobriu o dente de 10 cm de comprimento em Bawdsey Beach, Suffolk, na costa leste da Inglaterra. “Sabíamos o que era, mas não o quão raro era”, disse Peter Shelton, pai de Sammy.

publicidade

Dentes de megalodonte são bastante comuns em alguns lugares, como a costa leste da América do Norte e o litoral do Marrocos. No entanto, eles são “extremamente raros” no Reino Unido, de acordo com o Museu de História Natural de Londres.

Sammy Shelton exibindo o dente de 10 cm, pertencente a um megalodonte. Imagem: Peter Shelton / SWNS

De nome científico Otodus megalodon, os megalodontes dominaram os oceanos, no topo da cadeia alimentar, entre 23 e 3,6 milhões de anos atrás. Eles capturavam grandes presas, como baleias e golfinhos, até desaparecerem do registro fóssil no final do Plioceno, última época do antigo período terciário da era Cenozoica.

Leia mais:

O tamanho exato dos megalodontes ainda é discutido entre os cientistas, mas um consenso é de que eles provavelmente atingiram de 15 m e 20 m de comprimento.

Segundo o Centro de Pesquisa Geológica da Universidade de Kentucky, nos EUA, os maiores dentes de megalodonte chegavam a quase 18 cm de comprimento, o que é mais do que o dobro do tamanho dos maiores dentes dos tubarões brancos (Carcharodon carcharias).

Como os tubarões trocam várias vezes de dentição ao longo de suas vidas, os dentes desses animais costumam cair continuamente no fundo do mar, onde se fossilizam e podem ser encontrados por pesquisadores mesmo após milhões de anos.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!