Medicina e Saúde

Cientistas testam vacina contra câncer de próstata, ovários e pulmão

14/05/22 13h10
Dose única da vacina

Pesquisadores da farmacêutica Oxford Vacmedix começaram a testar uma vacina contra o câncer de próstata, ovários e pulmão. A empresa responsável pela vacina foi criada por cientistas da Universidade de Oxford, no Reino Unido.  

Foram escolhidos 35 voluntários que receberão três doses do imunizante com um intervalo de duas semanas. Os vacinados serão acompanhados pela equipe de pesquisadores durante seis meses após as aplicações.  

Leia também!

A vacina contra o câncer tem como foco a proteína survivina, que é liberada por células cancerígenas para enganar o sistema imunológico, fazendo com que o corpo não as ataque.  

O produto possui uma versão sintética dessa proteína e ensina o organismo a reconhecer tumores e atacar essa substância.  

Segundo os pesquisadores, os primeiros resultados foram promissores, mas é necessário cautela. Os responsáveis ainda ressaltam a importância de observar os possíveis efeitos colaterais a longo prazo nos voluntários.  

Além disso, os cientistas também querem entender qual o impacto da vacina contra o câncer na sobrevivência dos voluntários. 

Cientistas testam vacina contra câncer de próstata, ovários e pulmão. Imagem: PDPics (Pixabay)

Mudança no DNA torna ser humano mais propenso ao câncer; entenda 

 De acordo com um estudo publicado na Cell Reports, uma pequena mudança no DNA é responsável por tornar a humanidade mais propensa ao câncer. Os cientistas do Memorial Sloan Kettering Cancer Center (EUA) compararam vários genes entre humanos e outras espécies de primatas, já que é uma doença mais relativamente rara em outros primatas. 

Com isso, eles descobriram que a espécie humana sofreu uma mutação de um gene chamado BRCA2, o qual está envolvido na regeneração do DNA. A mudança reduziu em 20% a capacidade de reparação do DNA, comparado com outras versões primatas do gene. 

A teoria é justamente que essa mutação pode explicar as taxas mais altas de câncer. Isso baseia também outras pesquisas que apontavam que pessoas com determinadas variantes do gene BRCA2 possuem um risco maior de terem câncer de mama ou de ovário. 

Via: O Globo

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags