Quem acompanha Elon Musk sabe que ele usa a conta no Twitter para falar sobre praticamente qualquer coisa. O bilionário agora usou a rede social que está tentando comprar para criticar leis relacionadas a direitos autorais – incluindo uma medida que afeta diretamente o Twitter.

Recentemente, o senador republicano Josh Hawley sugeriu uma mudança na lei de direitos autorais dos EUA. O parlamentar propõe que, em vez das regras atuais que definem que direitos autorais valem por até 120 anos, obras entrem em domínio público após 56 anos – assim como ocorre na União Europeia.

publicidade

Leia mais:

Musk foi ao Twitter comentar o assunto. Sem exatamente se posicionar a favor ou contra a medida proposta pelo senador republicano, o bilionário afirmou que “as leis atuais de direitos autorais vão absurdamente além de proteger o criador original.” Em resumo, o homem mais rico do mundo acredita que há algum exagero na legislação atual.

Mais do que criticar a definição de direitos autorais, Musk também se posicionou contra a DMCA, legislação que define como plataformas digitais devem agir em casos de violação de copyright – medida que atinge diretamente o Twitter, a rede social que Musk quer comprar.

“DMCA superzelosos são uma praga para a humanidade”, declarou Elon Musk. Sem entrar em detalhes, o bilionário se mostrou incomodado com a lei que fez com que o Twitter removesse milhões de tuítes com conteúdo protegido por direitos autorais ao longo dos últimos anos.

Vale ressaltar que há pouco o que Elon Musk possa fazer contra as leis em questão. Mesmo que a DMCA incomode o bilionário, ele não pode simplesmente abandonar a prática de aceitar os pedidos de remoção, já que isso criaria insegurança jurídica para o Twitter.

Via: TorrentFreak

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!