A paquistanesa Humaira Asghar se tornou assunto nas redes sociais nos últimos dias. A tiktoker viu um incêndio e decidiu gravar um vídeo em frente as chamas para ganhar alguns likes na rede social de vídeos rápidos.  

Porém, a repercussão do vídeo não foi tão positiva quanto o esperado. “Pega fogo onde quer que eu esteja”, escreveu a jovem na legenda.  

publicidade

Leia também!

A tiktoker foi alvo de diversas críticas, inclusive de autoridades do Paquistão. O jornal Daily Pakistan informou que a presidente do Conselho de Gestão da Vida Selvagem de Islamabad (Paquistão), Rina Saeed Khan Satti, repudiou a atitude da jovem.  

“Deveria estar segurando um balde de água para extinguir o fogo em vez de glamourizá-lo”, afirmou a autoridade.  

“Esta é uma tendência perturbadora e desastrosa no TikTok! Jovens desesperados por seguidores estão incendiando nossas florestas durante esta estação quente e seca! Na Austrália, é prisão perpétua para quem inicia incêndios florestais. Temos de introduzir legislação semelhante”, escreveu Satti no Twitter.  

Diversos usuários chegaram a afirmar que a própria tiktoker havia iniciado o incêndio para poder gravar vídeos e se tornar popular, no entanto, não existe qualquer comprovação do ato criminoso.  

A jovem afirmou que não colocou fogo na floresta e chegou a dizer que “fazer vídeos não é prejudicial”. Algum tempo depois da repercussão negativa, Asghar decidiu apagar o vídeo de ser perfil do TikTok. 

O TikTok é uma das redes sociais mais utilizadas na atualidade. O aplicativo é recheado das famosas ‘trends’, que podem ser denominadas como tendências do momento. Sejam desafios de danças ou dublagens, sempre existe alguém por trás, aquela pessoa que fez o primeiro vídeo.  

Visando dar crédito aos usuários que criam essas tendências, o TikTok está lançando uma ferramenta que mostrará quem está por trás dos vídeos que estão se tornando populares na rede social.  Segundo o TikTok, a nova ferramenta “permitirá melhor o crédito do criador e a atribuição equitativa para nossa comunidade de criadores e criadores de conteúdo”.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!