A grande expectativa em relação ao metaverso pode ter sido meteórica. Da mesma forma em que muita gente acreditou ser o novo cenário dos investimentos, o segmento vem apresentando desinteresse por parte dos analistas financeiros e os números das plataformas The Sandbox e Decentraland demonstram algo sombrio. Elas são os dois principais metaversos em blockchain do mundo, com valores de mercado de US$ 1,75 e US$ 1,55 bilhão. 

Queda acentuada 

Segundo o Dune Analytics, The Sandbox registrou a negociação de 1.090 terrenos virtuais em maio, o menor número dos últimos dois anos. A queda foi brusca em relação a janeiro, quando foram vendidos 16.511 terrenos.

E os valores também tiveram reduções consideráveis. Enquanto um terreno virtual custava US$ 7.000 no começo do ano, agora está sendo cotado a US$ 2.957. Mas o valor ainda está bem acima da média registrada em 2020, ano em que a venda ocorria por US$ 300.   

No caso do Decentraland, a situação não é tão crítica, mas ainda assim é preocupante para os investidores. O número de terrenos virtuais vendidos por mês, que atingiu o pico de 1.551 em novembro do ano passado, agora caiu quase pela metade, totalizando 847 negociações.

publicidade

O reflexo do mau desempenho das plataformas também aparece no preço das criptomoedas nativas das plataformas. O token SAND, do The Sandbox, que chegou a US$ 8,40 em novembro de 2021, agora é negociado a US$ 1,41, uma queda de 83%.

Tanto a The Sandbox quanto a Decentraland têm parcerias com grandes marcas, celebridades e ganharam os holofotes do mundo cripto com o aumento do interesse das pessoas por metaverso após o Facebook revelar planos ambiciosos para esse modelo de plataforma.  

Museu virtual de NFTs no metaverso.
Apesar das possibilidades serem imensas com o metaverso, ainda não existe uma certeza se haverá sucesso na captação de usuários. Imagem: Lightspring/Shutterstock

Leia mais:

O que esperar do metaverso 

Apesar de ser um conceito ainda bastante novo, cuja adoção está em estágios iniciais, o futuro do metaverso ainda é uma incógnita. 

Afinal, tudo é muito recente e as reviravoltas do mercado acontecem rapidamente. Para ter sucesso, uma situação é certa: o metaverso necessitará de uma grande adesão das pessoas, com ganhos reais e não apenas especulações. 

Mesmo com as reduções na venda dos terrenos virtuais, os dois metaversos têm registrado aumento no número de usuários, o que é um sinal positivo. 

No Decentraland, são atualmente 4.875 pessoas, o recorde da plataforma. No The Sandbox, 16.268, ainda um pouco abaixo dos 18.924 registrados no final de janeiro, mas com aumento nas últimas semanas.

Além disso, as iniciativas para atrair novos usuários podem mudar completamente o panorama para essas plataformas. 

No caso do The Sandbox, por exemplo, que já tem parcerias com marcas como a Adidas e celebridades como Snoop Dogg, em breve os usuários poderão utilizar avatares licenciados de Elvis Presley.

São ações que movimentam as empresas, comunidades de fãs e que poderão alavancar os investimentos no metaverso. No entanto, os riscos são altíssimos, ou seja, é difícil tecer uma previsão absoluta. 

Via: Exame 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!