O órgão antitruste da França anunciou, nesta terça-feira (21), que o Google desistiu do recurso contra uma multa de cerca de US$ 528 milhões que foi paga no ano passado. A gigante da tecnologia havia sido processada por violações na forma como negociou para remunerar editores de notícias locais para exibir conteúdo protegido por direitos autorais.  

Com a decisão do Google, a investigação pode ser considerada encerrada. Agora, a empresa concordou em conversar com as agências de notícias e outros editores sobre a maneira que eles serão remunerados pelo conteúdo disponibilizado.  

Leia também!

Além disso, a empresa de tecnologia também garantiu que as negociações não vão impactar na maneira como as notícias serão apresentadas nas páginas de busca, não prejudicando nenhum veículo ou editor.  

publicidade

“A autoridade acredita que os compromissos assumidos pelo Google têm as características de lidar com as preocupações com a concorrência”, disse a Autorité de la Concurrence da França em sua decisão. 

“Hoje, a Autorité de la Concurrence aceitou nossos compromissos, que definem a maneira como essas negociações [sobre a reutilização do conteúdo dos editores de notícias] serão conduzidas nos próximos anos”, disse o diretor administrativo e vice-presidente do Google France, Sébastien Missoffe, em comunicado oficial da empresa.  

Logotipo do Google exibido através de uma lupa. O Google é o motor de buscas mais popular do mercado.
Imagem: Proxima Studio/Shutterstock

“Um administrador independente será nomeado e será responsável por acompanhar a boa execução dos compromissos. Esses compromissos ilustram nosso desejo de avançar e remunerar editores e agências de imprensa por seus direitos vizinhos”, continuou. 

Via: The Crunch e Reuters

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!