Pesquisadores encontraram o primeiro fóssil de um ovo de dinossauro dentro de outro, um fenômeno conhecido como ovum in ovo (óvulo em ovo), que é comum na reprodução de aves e se caracteriza por uma ou mais camadas de casca de ovo além da camada primária. O estudo, publicado na revista Scientific Reports, sugere que pelo menos um tipo de reprodução de dinossauros era próxima à dos pássaros modernos.

Segundo o artigo, o ovo fossilizado foi encontrado no distrito de Dhar, no estado indiano de Madhya Pradesh, e estava em bom estado de conservação — o suficiente para que os cientistas conseguissem identificar a anomalia, que é considerada uma patologia.

publicidade
A imagem à direita é um esquema explicativo da fotografia à esquerda. As letras indicam os ovos encontrados no Ninho P7 do Parque Nacional de Fósseis de Dinossauro Bagh, em Dhar, na Índia. A área demarcada com a letra C aponta para o fóssil de ovo dentro de ovo. Imagem: Harsha Dhiman, Vishal Verma e Guntupalli V. R. Prasad

Nas aves, isso acontece quando um ovo é empurrado de volta para o corpo do animal e para seu sistema reprodutivo, onde acaba sendo embutido em outro ovo ainda em processo de formação. 

Como esse evento não é visto em répteis, o achado indica que o sistema reprodutivo do dinossauro que colocou o ovo, um titanossauro, era mais semelhante ao das aves modernas do que ao dos répteis. 

publicidade

De acordo com a datação por radiocarbono do local onde foi escavado, o fóssil tem entre 66 milhões e 100 milhões de anos. Ele foi encontrado junto com outros dez ovos em um local chamado Ninho P7, no Parque Nacional de Fósseis de Dinossauro Bagh, um sítio paleontológico onde vários outros fósseis de titanossauros já foram descobertos. 

Leia mais:

publicidade

Conforme destaca o site Phys, fósseis desses dinossauros, que eram saurópodes, são comuns de se encontrar em todos os continentes modernos. Embora diversos ovos de titanossauros já tenham sido encontrados em todo o mundo, nenhum apresentava a anomalia.

Segundo a equipe, formada por dois pesquisadores da Universidade de Delhi e um estudante da Escola Bakaner de Ensino Médio de Dhar, o ovo fossilizado tinha duas conchas completas, uma dentro da outra, separadas por uma pequena lacuna — um sinal claro de ovum in ovo. Eles acreditam que o dinossauro fazia parte de um grupo que havia evoluído para colocar ovos sequencialmente, assim como ocorre com as aves.

publicidade

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!