A Receita Federal emitiu um alerta sobre um novo golpe. O Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) está sendo usado por criminosos para enganar pessoas que pegam empréstimos. Segundo o Fisco, os estelionatários se passam por empresas para condicionar a liberação do crédito mediante pagamento antecipado do IOF via Pix.

O golpe funciona da seguinte forma: os fraudadores fornecem documentos falsos de notificação e arrecadação. Assim, eles induzem os cidadãos a recolherem taxas inexistentes para a liberação do dinheiro emprestado. Através da transferência instantânea, a vítima repassa o suposto IOF, entregando o dinheiro aos bandidos.

publicidade

Leia mais:

No comunicado da Receita Federal, o órgão destaca que não fornece dados para recolhimento de tributos ou taxas por transferência. Além disso, servidores da instituição não prestam serviços de empréstimo à população. Os funcionários do Fisco também não entram em contato cobrando pagamentos.

A Receita Federal divulgou o modelo do falso boleto que os estelionatários usam para aplicar os golpes e induzir as vítimas a fazer a transferência via Pix. Imagem: Divulgação/Receita Federal

O IOF é um imposto cobrado sobre operações de crédito e de câmbio. Alguns tributos até podem ser pagos pelo Pix, mas o IOF é recolhido obrigatoriamente pelo Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf). E quem realiza o pagamento é a instituição que concede o empréstimo, não o tomador.

A orientação da Receita Federal para a pessoa que desconfia ser vítima de um golpe é procurar imediatamente a polícia. É importante levar todas as provas possíveis e registrar um boletim de ocorrência (BO).

Via: Agência Brasil

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!