Alguns carros autônomos da Cruise que estão operando como táxi em São Francisco, nos Estados Unidos, acabaram parando repentinamente em um cruzamento, bloqueando o trânsito. Segundo testemunhas, mais de uma dúzia de robotáxis se agruparam no local, em um evento “bem surreal”, conforme relatado por uma pessoa no Twitter.

O bloqueio do trânsito pelos autônomos da Cruise ocorreu à noite, na terça-feira (28), e ainda causa debates nas redes sociais. No começo do mês passado, ou seja, algumas semanas antes do episódio, a empresa (que pertence à General Motors), recebeu “sinal verde” para operar comercialmente seu serviço de robotáxi na cidade.

publicidade

Leia também:

Precisou de humanos

Após algumas horas de bloqueio do trânsito, os autônomos foram ajustados manualmente para voltarem com seus serviços e liberarem o tráfego. Operadores da empresa resolveram o problema também usando assistência remota.

“Tivemos um problema no início desta semana que fez com que alguns de nossos veículos se agrupassem”, disse um porta-voz da Cruise. “Embora tenha sido resolvido e nenhum passageiro tenha sido afetado, pedimos desculpas a qualquer um que tenha sido incomodado”.

Algumas dúvidas sobre o bloqueio do trânsito surgiram, como a respeito de multa prevista segundo legislação local (quem vai pagar, ou mesmo se haverá aplicação de multa). Este também não foi o primeiro incidente de um veículo da Cruise bloqueando o tráfego. Em maio, por exemplo, um modelo de teste bloqueou um caminhão de bombeiros de São Francisco que estava em uma ocorrência de emergência.

Os veículos autônomos da Cruise estão operando como robotáxi em todas as áreas da cidade (exceto a área central), inicialmente entre 22h e 6h, a uma velocidade máxima limitada em 48 km/h – e sem um operador de segurança humano ao volante. Seus serviços pagos vêm sendo lançados aos poucos, usando 30 veículos elétricos Chevrolet Bolt.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!