Se comunicar com outras estrelas e planetas parece algo bastante improvável para nós. Distâncias espaciais são absurdamente longas e soam como praticamente impossíveis de serem percorridas. No entanto, nos últimos anos, pesquisas tentam entender a possibilidade do envio de mensagens através da comunicação quântica. 

Cientistas da Escola de Física e Astronomia da Universidade de Edimburgo utilizaram cálculos matemáticos para mostrar que a comunicação quântica pode ser possível no espaço.  A transmissão nesse caso pode ocorrer enviando partículas de luz, ou fótons, sem que haja perda da natureza quântica.

Comunicação quântica

O principal obstáculo da comunicação quântica é nas interações do ambiente, que podem quebrar as partículas. Além disso, há necessidade de um receptor que seja capaz de decifrar o conteúdo enviado utilizando comunicação quântica. A novidade da pesquisa é justamente entender que o espaço permite esse tipo de transmissão.

Leia também

publicidade

“Estados quânticos que você geralmente considera muito delicados, e se houver algum tipo de interação externa, você meio que destrói esse estado”, descreve o físico Arjun Berera, segundo o Science News.

Os matemáticos concluíram que o espaço é limpo o suficiente para permitir que fótons viajam milhares de quilômetros sem interrupções que possam destruir a mensagem. Isso serve tanto para nós, quanto para possíveis seres de outras galáxias que tentem se comunicar com a Terra. 

A pesquisa ainda indica estratégias para procurar possíveis envios de mensagens quânticas extraterrestres. Por enquanto, tudo segue na teoria, mas futuramente os pesquisadores acreditam que a comunicação (ou tentativa dela) interestelar pode realmente acontecer utilizando matemática quântica. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!