O Spotify anunciou nesta quarta-feira, 27, que o número de assinantes da versão Premium do aplicativo cresceu para 188 milhões no segundo trimestre deste ano. Com isso, agora os seus usuários ativos mensais estão em 433 milhões.

O número de assinantes equivale a um aumento de 14%. Em relação ao ano anterior, a porcentagem chega a 19%. A empresa diz que seu crescimento em usuários ativos mensais foi o maior até agora.

Leia mais:

Os ganhos acumulados chegam no final de um trimestre, no qual o grande impulso dos podcasts do Spotify tem sofrido algumas instabilidades. O Reply All, um dos seus maiores podcasts, transmitiu seu último episódio no dia 23 de junho. A decisão de deixar a Gimlet, a produtora onde é feito o podcast, foi tomada pelos co-anfitriões, Alex Goldman e Emmanuel Dzotsi.

publicidade

Em 2019, o podcast dos Obamas tinham um acordo de podcast de alto nível com o Spotify e recentemente tomaram a decisão de não prorrogar o contrato.

Televisão com logotipo do Spotify no detalhe do vídeo
Crédito: Oasisamuel/ Shutterstock

O serviço de podcast disponibilizado pelo Spotify ainda é grande graças a programas como o The Joe Rogan Experience e alguns mais recentes, como o Breaking Bread. O número de podcasts disponíveis através da plataforma continua aumentando, mas a empresa está mostrando os audiolivros como a próxima forte renda de crescimento.

O Spotify já se tornou proprietário, em 2021, da plataforma de audiolivros Findaway, e o CEO Daniel Ek chamou esses áudios de “uma grande oportunidade” para a plataforma.

O aplicativo conseguiu sustentar uma perda de €125 milhões (R$ 660 milhões) neste trimestre, por mais que a tendência seja priorizar o crescimento dos assinantes em comparação aos lucros. Em média, a receita por usuário agora está em €4,54 (aproximadamente R$ 23,97), o que é mais que o último trimestre, que tinha como média €4,38 (R$ 23,12).

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!