Qualquer pessoa um pouco antenada com o meio ambiente sabe dos problemas que enfrentamos com o acúmulo de lixo dos oceanos, especialmente os plásticos. Nas redes sociais, são comuns registros de animais presos em resíduos de redes de pesca ou praias tomadas por garrafas PET.

Recentemente, porém, a tripulação da organização sem fins lucrativos Ocean Voyages Institute fez uma descoberta incomum enquanto limpava resíduos na Grande Ilha de Lixo do Pacífico – o maior acúmulo de plástico oceânico do mundo.

publicidade

A equipe encontrou o que pareciam ser “misteriosos objetos flutuantes de plástico”. Um desses objetos media aproximadamente de 6 x 2 metros e pesava cerca de 3,5 toneladas.

“Parece um tanque de fibra de vidro ou plástico que saiu de um barco de pesca”, disse o capitão Locky MacLean ao Chronicle. Porém, ainda não se sabe realmente o que era aquilo.

No total, a tripulação do Ocean Voyages Institute acabou coletando 96 toneladas de plásticos do mar durante uma excursão de 45 dias. Entre os itens mais perigosos ao ecossistema marinho, estão enormes redes de pesca.

Tripulação da Ocean Voyages Institute trabalha na Grande Ilha de Lixo do Pacífico
A Ocean Voyages Institute trabalha na Grande Ilha de Lixo do Pacífico. Imagem: Ocean Voyages Institute (Twitter) / Divulgação

Infelizmente, essa é apenas uma pequena amostra do que você pode encontrar na Grande Ilha de Lixo do Pacífico. Estima-se que a ilha cubra uma área de mais de 1,5 trilhão de quilômetros quadrados – cerca de duas vezes o tamanho do Texas.

Para piorar, pesquisadores calculam que entre 1,15 e 2,41 milhões de toneladas de resíduos plásticos acabam parando nos oceanos todos os anos.

“Nós realmente usamos o oceano como um balde de lixo”, disse Mary Crowley, fundadora e presidente do Ocean Voyages Institute, ao Chronicle.

Leia também:

Via Futurism e Ocean Voyages Institute

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!