Paleontologistas encontram partes do esqueleto de um dinossauro “blindado” na região da Patagônia, no sul da Argentina. Provavelmente, o animal viveu no período Cretáceo e tinha dimensões pouco maiores que as de um gato doméstico, cerca de um metro e meio de comprimento. Estima-se que o Jakapil Kaniukura – nome atribuído ao dinossauro -, pesava de 4 a 7 quilos.

Os restos fossilizados foram descobertos perto de uma represa na zona paleontológica La Buitrera (LBPA), na província de Rio Negro, entre leitos de dunas migratórias. A probabilidade é que o Jakapil tenha caminhado em uma paisagem bem diferente da encontrada hoje no local, pois há 100 milhões de anos, a patagônia provavelmente era bem árida e quente.

Leia mais:

O nome atribuído ao dinossauro, Jakapil Kaniukura, é oriundo de uma língua nômade argentina, em que Jakapil significa “portador de escudo”, e Kaniukura significa “pedra da crista”. Trata-se de um gênero de dinossauro basal Thyreophora. O réptil é considerado “blindado” porque tinha uma armadura óssea, em forma de disco, ao longo de seu pescoço e costas, até sua cauda.

publicidade

Em declaração ao The Guardian, o paleontólogo e líder da descoberta Sebastián Apesteguía disse que dinossauro “Jakapil marcou a primeira descoberta de um dinossauro blindado do Cretáceo na América do Sul”. O pesquisador encontrou apenas algumas partes do esqueleto, como 15 fragmentos de dentes, em formato de folha.

Durante as análises do dinossauro, os pesquisadores notaram que o Jakapil era semelhante a uma forma primitiva de Timophoran que viveu bem antes do período Cretáceo, que foi um momento geológico iniciado há 145 milhões de anos e finalizado há 66 milhões de anos.

De acordo com o paleontólogo, essa é a primeira vez que uma espécie desse tipo é vista por aqui. “Nunca antes um tal Thyreophora foi desenterrado em qualquer lugar do hemisfério sul”, disse.

Via: The Guardian

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!