Com a chegada das eleições estando cada vez mais próxima, o Twitter fez uma publicação em seu blog oficial na última quinta-feira (11) onde anunciou que irá tomar todas as medidas possíveis para enfrentar a desinformação nesse período. No Brasil, a rede social já implantou atualizações para as Eleições de 2022.

Na publicação, a empresa detalhou os planos de minimizar a desinformação dentro do aplicativo, principalmente sobre as eleições de meio de mandato nos Estados Unidos deste ano.

publicidade

Leia mais:

Essas novas atitudes incluem centros de eventos para os estados, uma página de eventos nacionais, uma aba de explorar dedicada ao tema e novas “safeguards” para contas de candidatos, funcionários do governo e jornalistas.

publicidade

O Twitter contou que já iniciou o lançamento de “hubs de eventos para estados específicos” e que nessas páginas as pessoas podem ter acesso às informações eleitorais dos candidatos e dos canais de notícias locais. O aplicativo vai acrescentar também uma página de eventos nacionais, e todos os usuários dos Estados Unidos podem ter acesso.

Além disso, terá uma aba específica para eleições no explorar. Essa aba deverá incluir as novidades e recursos para os estados de foco, notícias nacionais selecionadas de mídias respeitáveis, com anúncios de serviço público da votação, apresentados em inglês e espanhol.

publicidade

Os recursos para os perfis de candidatos, funcionários do governo e jornalistas incluem detecção e alertas mais modernos para melhorar as respostas do Twitter quanto às atividades suspeitas. Também terá um suporte mais rápido para a recuperação de contas e uma melhor proteção de login.

Twitter
Crédito: Sattalat Phukkum/Shutterstock

Sem Twitter, Elon Musk pode lançar sua própria rede social?

A novela entre o Twitter e o Elon Musk já dura bastante tempo e parece não ter um fim tão próximo. Mesmo o bilionário tendo vendido diversas ações da Tesla para pagar o Twitter, Elon Musk revelou que pode criar sua própria rede social se a compra não der certo.  

publicidade

Como de costume, o anúncio foi feito em uma publicação do Twitter, o que não é garantia alguma. Um usuário questionou se Elon Musk não pretende criar sua própria rede social, caso o acordo com a plataforma do passarinho azul não dê certo. 

Para saber mais, acesse a reportagem do Olhar Digital.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!