A virada da década promete ficar marcada por uma transição histórica no meio automotivo. Enquanto a Califórnia quer barrar a venda de carros novos a combustão a partir de 2035, Reino Unido, Alemanha e China, já estabeleceram a mesma meta para 2030.

Um dos principais defensores da ideia é Elon Musk. O CEO da Tesla declarou durante uma conferência voltada para a indústria de energia na Noruega que metade dos carros em circulação no mundo serão elétricos até 2030. O que pode se tornar realidade considerando o mercado aquecido no segmento.

Vídeo relacionado

Tesla Model 3. Imagem: Flymee Drone/Shutterstock

Vendas de carros elétricos dispararam

Como referência, as vendas de veículos eletrificados dobraram em 2021 se comparado ao ano anterior, chegando a 6,6 milhões de unidades. Em 2012, eram 120 mil, número que é atualmente superado em uma semana por algumas montadoras, destaca um levantamento recente realizado pela Agência Internacional de Energia (IEA)

Além disso, o estudo revela que quase 10% dos carros vendidos no mundo eram elétricos no ano passado, o que é quatro vezes mais em comparação com 2019. 

publicidade

Atualmente, já são 16,5 milhões de EVs rodando pelo mundo. No primeiro trimestre de 2022, as vendas continuaram subindo. Foram 2 milhões de unidades vendidas, um aumento de 75% em relação ao mesmo período em 2021, conforme relatado pela Counterpoint Research.

Já no segundo trimestre de 2022, as empresas venderam 2,18 milhões de EVs, um crescimento de 61% em relação ao ano anterior. Os veículos elétricos movidos a bateria representaram quase 72% das vendas até aqui, enquanto o restante da fatia pertence aos híbridos plug-in (PHEV).

publicidade

Imagem principal: Tesla/Divulgação

Veja também:

publicidade

Fonte: India Times

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!