Enquanto a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft passa por uma análise global, Phill Spencer, CEO da Microsoft Gaming,”implora” publicamente para que a fusão seja aprovada.

A Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido (CMA) considera que a compra da Activision pela Microsoft pode “diminuir substancialmente a concorrência em consoles de jogos, serviços de assinatura de vários jogos e serviços de jogos em nuvem”.

Leia mais:

A CMA planeja realizar uma “Fase 2” em suas investigações para analisar se o acordo de fusão – que dará à Microsoft o controle de franquias famosas como Call of Duty e World of Warcraft. – pode prejudicar os rivais Playstation e Nintendo.

publicidade

Em post no blog da Microsoft, Phil Spencer respondeu ao órgão do Reino Unido dizendo que no caso de Call Of Duty, a empresa se compromete a disponibilizar os futuros games da franquia no Playstation.

Amplo catálogo de games da Activision Blizzard que passariam a pertencer à Microsoft. (Imagem: Reprodução/Microsoft/Activision Blizzard)

“Ouvimos dizer que esse acordo pode tirar franquias como Call of Duty dos lugares onde as pessoas atualmente as jogam. É por isso que, como dissemos antes, estamos comprometidos em disponibilizar a mesma versão de Call of Duty no PlayStation no mesmo dia em que o jogo for lançado em outro lugar.”, disse Spencer.

O CEO também ressaltou em boa parte do texto sua visão sobre os benefícios que o consumidor terá com a aquisição. Spencer escreveu que a Microsoft pretende disponibilizar jogos como Overwatch, Diablo e o próprio Call of Duty no GamePass – serviço de assinatura e streaming de jogos por nuvem-, o que ampliaria o catálogo do serviço e aumentaria a comunidade desses jogos.

Spencer também citou os recursos do Game Pass Ultimate, como o streaming via nuvem que amplia o acesso a games para jogadores de celulares e tablets. “Serviços de assinatura como o Game Pass tornam os jogos mais acessíveis e ajudam os jogadores de todo o mundo a encontrar seu próximo jogo favorito. O Game Pass capacita os desenvolvedores a trazer mais jogos para mais jogadores, não menos.”, escreveu o executivo no post.

Para saber com mais detalhes o processo de aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft, acesse a matéria do Olhar Digital.

Imagem: Reprodução/Microsoft

Com informações de The Verge e Microsoft

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!