O fundador do Telegram, o programador Pavel Durov, vem sendo um dos maiores críticos do WhatsApp e voltou a apontar algumas falhas do mensageiro. Segundo ele, as pessoas devem usar qualquer outro aplicativo de mensagens para evitar que o celular seja hackeado.

Durov fez uma publicação sobre o assunto e compartilhou pelas redes sociais, abordando o problema de segurança divulgado pelo WhatsApp na semana passada. Na ocasião, a falha permitia a um hacker executar códigos maliciosos de forma remota e com isso, invadir o celular de um usuário.

“Hackers poderiam ter acesso completo a tudo nos celulares dos usuários do WhatsApp”, afirmou Durov. “Todo ano ficamos sabendo de algum problema no WhatsApp que coloca em risco tudo nos dispositivos de seus usuários. Não importa se você é a pessoa mais rica do planeta – se você tem o WhatsApp instalado em seu todos os aplicativos em seu dispositivo”, acrescentou.

De acordo com Durov, as falhas de seguranças do WhatsApp são na verdade “ferramentas de vigilância” para permitir que governos, agências policiais e hackers superem a criptografia e outras medidas de segurança do aplicativo. O programador afirmou anteriormente que o mensageiro da Meta deveria passar por diversas mudanças até se tornar realmente seguro.

publicidade

Leia também!

“Não estou pressionando as pessoas a mudarem para o Telegram. Ele não precisa de promoção adicional”, disse Durov. “Você pode usar qualquer aplicativo de mensagens que quiser, mas fique longe do WhatsApp – é uma ferramenta de vigilância há 13 anos”, completou.

Segundo as diretrizes do Telegram, há um objetivo de priorizar a privacidade do usuário no aplicativo, que tem mais de 700 milhões de pessoas ativas atualmente. Por outro lado, o WhatsApp é o mensageiro mais popular do mundo hoje em dia, com cerca de 2 bilhões de usuários globais.

Informações via Yahoo!

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!