O 5G chegou ao Brasil oficialmente a pouco tempo e trouxe uma velocidade de internet móvel extremamente veloz, apesar de ainda instável. No entanto, o potencial dessa tecnologia é muito maior, podendo ampliar significativamente nossa conexão com o mundo. Em meio a tanta mudança no cenário digital, será que o 5G pode trazer riscos aos usuários?

O Olhar Digital esteve em Cancún, no México, para participar do Fortinet Xperts Summit 2022, evento de segurança digital que reuniu centenas de especialistas da América Latina, e é claro que a tecnologia de conexão, que só agora está se tornando mais presente nessa parte do mundo, foi pauta.

Leia mais:

De acordo com Frederico Tostes, Country Manager da Fortinet no Brasil, o 5G em si não é perigoso, mas como toda tecnologia recente, exige novos cuidados. “A rede 5G vai trazer desafios muito maiores para as operadoras na questão da segurança”, explicou o especialista, destacando que a rede agora será muito mais distribuída e rápida.

publicidade

5G vai permitir ataques mais rápidos 

“Então você vai começar a ter ataques muito mais poderosos do que você tinha antes”, completou. Ainda segundo Tostes, a rede 5G vai exigir investimento novos, tanto em infraestrutura de distribuição, quanto em segurança, já que os criminosos vão ter uma capacidade de ação muito mais efetiva.

Placo do Fortinet Xperts Summit 2022 (Imagem: Fortinet)

 “É um investimento muito complexo que você tem que fazer pra montar uma estrutura completamente nova, e eles vão ter que se preocupar mais com segurança, pois é um ambiente muito mais distribuido”, explicou.

Ainda de acordo com o especialista, o potencial do 5G é tão grande que chega a ser difícil prever seu limite e que hoje é estimado que apenas 5% da tecnologia seja de fato utilizada. “São muitas coisas que vão ser possíveis do dia para noite com o 5G, é só questão de como implementar e o tempo para a implementação de novas soluções que vem por aí”

No começo de outubro o Brasil conseguiu ter todas as suas capitais conectadas com a tecnologia 5G, antes da data limite estabelecida pela Anatel, 28 de novembro. Apesar disso, a tecnologia ainda não funciona em boa parte das áreas das cidades onde foi implementada e o número de dispositivos com conexão ainda é baixo.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!