A BYD, uma das gigantes do mercado automotivo, tem novidades para o Brasil. Após fornecer viaturas elétricas para a Polícia Civil do Estado de São Paulo, a fabricante chinesa se prepara para criar um centro de produção de veículos e baterias em solo nacional.

Na última semana, a marca firmou um acordo com o governo da Bahia que prevê um investimento de R$ 3 bilhões para abrir três novas linhas de montagem. Segundo o documento, o estado contribuirá com incentivos fiscais até o fim de 2032.

Vídeo relacionado

Veja também:

As instalações serão todas no município de Camaçari e vão produzir desde veículos híbridos e elétricos até chassis de ônibus, além de processar lítio e ferro fosfato para a manufatura de baterias.

publicidade

Com previsão de início de operação entre o fim de 2024 e início de 2025, a planta da BYD ocupará o terreno de uma antiga fábrica que pertencia a Ford. Segundo o cronograma do projeto, as obras começam em julho do ano que vem.

SUV elétrico BYD Yuan Plus.
SUV elétrico BYD Yuan Plus. Imagem: BYD/Divulgação

A unidade responsável pela montagem de baterias, no entanto, começa a funcionar antes do prazo e será alimentada por matérias-primas extraídas no Brasil. A produção será voltada para o mercado chinês.

publicidade

Vale lembrar que desde o fim de 2021, a marca começou a vender carros elétricos e híbridos no Brasil. Em breve, o SUV elétrico Yuan Plus também será lançado por aqui com 204 cv e 420 km de autonomia.

O modelo vai custar R$ 289 mil e será o elétrico menos caro da marca até aqui. Atualmente, a BYD oferece os seguintes modelos no mercado nacional: o híbrido Song Plus, o sedã elétrico Han EV (R$ 540 mil) e outro SUV elétrico, o Tan EV (R$ 520 mil).

publicidade

Imagem principal: BYD/Divulgação

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!