* Por Tatiany Martins

O smartphone se tornou um item indispensável dentro de uma sociedade cada vez mais digitalizada. O aparelho vai muito além da comunicação e acompanha a vida das pessoas em todos os momentos do dia, desde quando saímos da cama, passando pelos momentos de trabalho, estudo e lazer, até a hora em que vamos dormir. Neles, estão fotos, aplicativos, mensagens, vídeos, contatos, listas, arquivos, material de trabalho e muitas outras funcionalidades importantes para a rotina.

Atualmente, viver sem esses recursos é praticamente impossível. Agora, imagine perder todos esses recursos em um acidente? A boa notícia é que, se seu telefone cair na água, ainda pode existir salvação. Você sabia que é possível consertar o aparelho em casa com alguns cuidados simples e práticos? Veja aqui três dicas para ressuscitar seu celular molhado!

Leia mais:

publicidade

1 – Seque o aparelho rapidamente e evite usar nos primeiros instantes

Pode parecer óbvio, mas quanto mais tempo o aparelho passar na água, maior será o estrago e, consequentemente, menores as chances de salvá-lo. Sendo assim, vale usar aquilo que estiver a seu alcance no momento para realizar a tarefa de secá-lo o quanto antes! Depois disso, desligue o celular, pois, mesmo depois de molhado, é comum que continue funcionando normalmente. Mas não se engane: a partir do momento em que o aparelho cai na água, a lógica é a de que a estrutura interna pode ter sido afetada e, se o seu celular continuar ligado, pode ocorrer um curto-circuito.

2 – Coloque o celular no arroz por um dia

Muita gente não sabe dessa estratégia, mas o arroz pode ser um grande aliado para evitar que a água penetre mais ou fique dentro do aparelho. Isso mesmo! Esse alimento comum nas cozinhas brasileiras também pode ajudar a salvar o celular que caiu na água. Segundo especialistas, o arroz absorve a água que fica acumulada no celular e ajuda a remover a umidade. O ideal é pegar um pote cheio de arroz cru e deixar o telefone completamente encoberto por, pelo menos, 24 horas. A sílica em gel também é uma opção para absorver o excesso de água. No entanto, é preciso ter uma grande quantidade para encobrir o celular. Como o arroz é algo de acesso mais fácil, já que todo mundo costuma ter em casa, pode ser a melhor opção na hora do sufoco.

3 – Invista em um seguro

Pesquisas apontam que metade dos aparelhos sofrem um acidente no primeiro ano de uso. Mesmo com esses indicadores, somente 15% da população possui seguro celular. Porém, essa estratégia pode ser uma opção rápida e barata para o caso de haver um incidente com água no aparelho. O serviço de proteção tem se tornado uma opção cada vez mais aderida para evitar gastos com conserto ou troca de aparelho. Hoje, existem planos com diversas possibilidades e atendimento eficiente.

* Tatiany Martins é diretora comercial da Pitzi

Imagem: lucadp/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!