O Bohema é o novo superespotivo da vez que será fabricado pela Praga na República Tcheca, uma fabricante de automóveis com o mesmo nome da capital do país que entrou no mercado em 1907. A marca diz que a proposta é oferecer um carro extremo e desenhado pensando em aerodinâmica, ficando mais próximo dos veículos de competição.

Com apenas 982 kg, sua carroceria ultraleve é composta por uma mistura de plástico com um monocoque e painéis feitos em fibra de carbono. Montado mais perto da traseira, está um motor V6 biturbinado de 3,8 litros conhecido entre os fãs de esportivos.

publicidade
Imagem: Praga/Divulgação

Veja também:

O trem de força é o mesmo do japonês Nissan GT-R, ajustado para render 710 cavalos e 73,6 mkgf de torque. O carro usa um câmbio manual de seis velocidades. 

publicidade

O motor foi “mexido” pela inglesa Litchfield Motors e ganhou um novo escapamento de titânio. Quanto aos números, a fabricante diz que o Bohema vai de 0 a 100 km/h em 2,3 segundos. A velocidade máxima não foi mencionada, no entanto, ultrapassa os 300 km/h.

A suspensão do Praga Bohema tem amortecedores ajustáveis e os freios são de carbono e cerâmica. Imagem: Praga/Divulgação

Serão apenas 89 exemplares produzidos por US$ 1,31 milhão (R$ 6,9 milhões na cotação atual). As entregas estão previstas para começar em meados de 2023. O ex-piloto de Fórmula 1, Romain Grosjean, ajudou no desenvolvimento do veículo na pista. Veja o Bohema em ação no vídeo abaixo.

publicidade

Imagem principal: Praga/Divulgação

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!