As telas em geral, incluindo televisões, monitores e displays de aparelhos eletrônicos, exibem as imagens em intervalos diferentes, medidos pela taxa de atualização. Calculada em hertz (Hz), essa informação define a fluidez com que as imagens são mostradas na TV ou em qualquer outro display — ou seja, quanto mais Hz, mais quadros por segundo aparecem.

Ter uma tela com alta taxa de atualização entre 144Hz e 240Hz pode melhorar de maneira significativa a experiência ao jogar e até navegar pelo sistema. Nas linhas a seguir, o Olhar Digital explica o que é e como funciona a taxa de atualização (ou refresh rate, em inglês).

Leia também:

O que é taxa de atualização?

A taxa de atualização define a frequência com a qual as imagens são exibidas na tela. O tempo entre essas atualizações é medido em milissegundos, mas a frequência é calculada em hertz.

publicidade

Em um monitor, a taxa de atualização refere-se a quantas vezes por segundo uma nova imagem é exibida. Por exemplo, se a tela tiver refresh rate de 144Hz, ela irá atualizar a imagem 144 vezes por segundo.

Quando uma alta refresh rate é combinada com altas taxas de quadros por segundo produzidas pela placa de vídeo e pelo processador trabalhando juntos, o resultado é uma experiência mais fluida com taxas de FPS potencialmente mais altas.

Taxa de atualização
Quanto maior for a taxa de atualização, maior será a frequência de imagens na tela (Imagem: Divulgação/Intel)

Como funciona a refresh rate?

Ter um monitor com alta taxa de atualização é bom, mas é necessário ter outros componentes para tirar proveito máximo do recurso. Além da tela, você vai precisar de um processador rápido o suficiente para fornecer instruções com pouco atraso e uma placa de vídeo potente capaz de renderizar gráficos com agilidade.

É importante ressaltar que p monitor só pode exibir imagens na taxa que o sistema as produzem; por isso, é importante que o processador e a placa de vídeo consigam realizar esse processo rapidamente.

Se o processador e a placa de vídeo forem incapazes de fornecer ao monitor um número suficientemente alto de quadros, a tela não vai exibir imagens com alta taxa de atualização, independentemente de quão boas sejam as especificações técnicas do display.

Por exemplo, se o monitor tiver taxa de atualização de 144Hz, mas a placa de vídeo estiver fornecendo apenas 30 quadros por segundo, essa taxa de atualização mais alta não será utilizada.

Quanto maior for a taxa de atualização, mais fluidas serão as imagens exibidas pelo monitor — contanto que a máquina consiga produzi-las. Esse é o motivo pelo qual jogadores profissionais de esports preferem jogar em resoluções menores, como Full HD, para manter altas taxas de quadros por segundo durante as partidas.

Imagem: Divulgação/Samsung

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!