Caroline Ellison e Zixiao “Gary” Wang, principais executivos da FTX e membros próximos a Sam Bankman-Fried, se declararam culpados de fraude e estão cooperando com os promotores. 

Ellison, ex-CEO da Alameda Research, se declarou culpado por 7 acusações e pode pegar até 110 anos de prisão. Já o ex-cofundador da FTX, Wang, se declarou culpado de quatro acusações e enfrenta uma pena de até 50 anos. A dupla foi condenada “em conexão com seus papéis na fraude que contribuiu para o colapso da FTX”, disse Damian Williams, procurador do Distrito Sul de Nova York em entrevista coletiva .

Leia mais:

Eles enfrentam acusações de fraudes apresentadas pela Securitiy and Exchange Commission (SEC) e pela Commodity Future Trading Commission (CFTC). Dependendo da cooperação nos crimes, a dupla pode pegar sentenças mais leves. Os dois foram liberados sob fiança de US$ 250 mil.

publicidade

O anúncio foi feito quando Sam Bankman-Fried foi preso em Bahamas e estava indo para Nova York. O advogado de Wang, Ilan Graff, disse que seu cliente “aceitou a responsabilidade por suas ações e levou a sério suas obrigações como testemunha cooperante”, de acordo com o Engadget

Sam Bankman-Fried Imagem: Wikimedia Commons

“O Sr. Bankman-Fried, a Sra. Ellison e o Sr. Wang foram participantes ativos em um esquema para ocultar informações importantes dos investidores da FTX”, disse o vice-diretor de fiscalização da SEC, Sanjay Wadhwa. “Ao desviar repetidamente os fundos dos clientes da FTX para os livros da Alameda, os réus esconderam os riscos muito reais que os investidores e clientes da FTX enfrentavam”.

Sam Bankman-Fried foi acusado por uma longa lista de crimes por diversas agências, incluindo investidores e clientes da FTX, crimes como fraude eletrônica, conspiração para fraudar investidores compartilhando informações enganosas e desviando fundos de clientes.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!