Oferecer um ambiente relaxante e luxuoso é a promessa básica de todas as fabricantes de iates. O Aegir é uma nova embarcação criada para ir além neste sentido. Criado pelo designer Chris Lane, o exterior, interior e a decoração são inspirados no conceito escandinavo “Hygge”.

Basicamente, o termo dinamarquês tem relação com bem-estar, sensação de aconchego e proteção terapêutica, o que pode ser visto através dos 50 metros do Aegir.

O nome do superiate é uma referência ao deus dos mares e oceanos na mitologia nórdica.
O nome do superiate é uma referência ao deus dos mares e oceanos na mitologia nórdica. Imagem: Chris Lane/Reprodução

O visual integra uma impressionante estrutura de vidro e interior repleto de plano abertos, integrando melhor todos os ambientes. O casco também é mais quadrado e minimalista, com linhas menos agressivas.

Leia mais:

publicidade

A madeira também aparece em abundância, dando um toque mais aconchegantes aos ambientes, diz Lane. A lista de comodidades inclui piscina com cascata, sauna, spa, academia e mais.

Uma piscina de mármore com cascata se conecta ao deck. Imagem: Chris Lane/Reprodução

Além do efeito visual, a cachoeira artificial cria uma trilha sonora natural, reforçando o clima de relaxamento, acrescenta o designer.

A estrutura superior também é envolvida por paredes de vidro e funciona com um observatório flutuante. Já no convés inferior, há um lounge central com lareira. Outro destaque é um recanto na proa que, segundo o criador do Aegir, é “perfeito para observar a aurora boreal”.

Imagem: Chris Lane/Reprodução

O layout atual não inclui extravagâncias como uma garagem, no entanto, o Aegir pode vir com opcionais como terraços dobráveis e um espaço de armazenamento para outros “brinquedos”, como caiaques e botes.

Iate com propulsão híbrida

Para contornar o impacto ambiental, uma marca registrada dos superiates, a ideia é incorporar sistemas de propulsão mais sustentáveis no Aegir. É possível que a embarcação combine, por exemplo, motores elétricos e a diesel, reduzindo de forma considerável a pegada de carbono.

No fim, a novidade impressiona, mas ainda é um conceito, ou seja, ainda não tem prazo para sair do papel ou preço estimado.“Quero que os hóspedes possam relaxar e se inspirar na natureza”, conclui Lane sobre a ideia por trás do projeto. 

Imagem principal: Chris Lane/Reprodução

Via: Autoevolution

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!