O Japão anunciou nesta sexta-feira (27) que vai começar a equiparar a classificação de Covid-19 com a gripe sazonal a partir de maio. Consequentemente, o país deve passar a reduzir as medidas de contenção contra a doença causada pelo SARS-CoV-2.

“Depois de uma reunião no Ministério da Saúde, vamos baixar a classificação do coronavírus a partir de 8 de maio, já que precisamos de cerca de três meses para iniciar os procedimentos”, contou Fumio Kishida, primeiro-ministro do Japão. 

Leia mais! 

As doenças no Japão são separadas em grupos de acordo com sua gravidade. A Covid-19 faz parte do “grupo 2”, que permite que as autoridades tomem medidas rígidas e restrições de mobilidade para ajudar na diminuição dos casos. 

publicidade

A doença agora será levada ao “grupo 5”, junto com outras doenças mais estáveis, como a própria gripe. “Vamos avançar para recuperar a normalidade e fazer isso em segurança”, afirmou Kishida.

A mudança tem impacto em diversas áreas, desde a quarentena para casos positivos ou suspeitos, até o local onde as pessoas podem se tratar. Atualmente, apenas hospitais destinados a doenças infecciosas podem aceitar pacientes de Covid-19, com a mudança, mais instituições poderão receber esses doentes. 

Representação gráfica do SARS-CoV-2
Imagem: Kateryna Kon/Shutterstock

Além disso, a alteração também interfere no custeamento do tratamento. Por ora, o governo do Japão arca com todos os gastos para testes e internações de pacientes com Covid-19, e a mudança de classificação obriga os pacientes a custear parte disso.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!