No dia 15 de fevereiro um grande meteorito atingiu a Terra. O evento impressionante causou uma explosão semelhante a uma ogiva nuclear sobre os céus do Texas, nos Estados Unidos. A queda foi confirmada pela NASA em um comunicado e agora um cientista encontrou fragmentos do meteorito

  • O meteorito tinha cerca de \0,6 metros de diâmetro e pesava 454 quilos;
  • Quando entrou na atmosfera terrestre, antes da explosão ele estava viajando a 43.452 km/h;
  • Ele causou uma explosão semelhante a 8 toneladas de TNT sobre o céu da cidade de McAllen, próxima a divisa do Texas e do México. 

A Terra é constantemente atingida por meteoritos, no entanto eles geralmente não tem um tamanho considerável, e quase nunca representam um perigo ao planeta ou às pessoas. A rocha que adentrou a atmosfera terrestre no último dia 15, felizmente, explodiu em diversos fragmentos antes de chegar ao solo.

Leia mais:

A explosão aconteceu por volta das 20h30 no horário de Brasília, segundo informes de um estrondo recebido pelas agências locais. O Controle de Tráfego Aéreo de Houston também recebeu notificação de duas aeronaves sobre o avistamento de meteoros.

publicidade

Meteorito teve fragmentos recuperados

A maioria dos fragmentos do meteorito queimaram ainda antes de atingirem o solo, mas não todos. De acordo com a American Meteor Society,  Robert Ward, pesquisador de ciências planetárias e caçador de meteoritos, encontrou o primeiro pedaço da rocha espacial, próximo a El Sauz, Texas.

A entrada do enorme meteoro foi a terceira em três dias consecutivos. No dia 13 de fevereiro, uma rocha de um metro de comprimento brilhou nos céus da França e da Inglaterra. No dia 14, outra foi avistada no sul da Itália. 

Segundo a NASA, quando os fragmentos de meteoros atingem a Terra, eles geralmente não apresentam muito risco à população, já que esfriam rapidamente ao atingirem o solo.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!