Reguladores da União Europeia pediram a Elon Musk para contratar mais funcionários “humanos” que possam atuar como verificadores de fatos, revisando as postagens do Twitter, segundo informou o Financial Times. A solicitação teria ocorrido devido às demissões em massa realizadas pelo CEO terem levantado preocupações sobre o cumprimento da Lei de Serviços Digitais da Europa, que entra em vigor no início de 2024. 

  • A nova lei da UE exige que as plataformas da Internet implementem medidas específicas contra conteúdo ilegal; 
  • Após as demissões em massa, na qual quase metade dos funcionários do Twitter foram dispensados, a rede social direcionou diversas demandas para o campo da automação. Moderação de conteúdo foi uma delas; 
  • Contratar mais funcionários iria contra o plano estratégico de Musk de corte de custos da plataforma. 

Leia mais! 

De acordo com a Reuters, que também divulgou a informação, a reunião para discutir o tema teria acontecido na terça-feira (7) entre Musk, executivos do Twitter e reguladores em Bruxelas.  

As demissões realizadas no Twitter cortaram equipes de confiança e segurança, além de ter incluido até o fechamento de alguns escritórios. O chefe da indústria da União Europeia, Thierry Breton, já havia alertado Musk, em uma videochamada realizada em janeiro, sobre o Twitter ter “um grande trabalho pela frente” para aplicar políticas de uso transparentes, reforçar significativamente a moderação de conteúdo e proteger a liberdade de expressão. 

publicidade
Aplicativo do Twitter aberto no smartphone.
Imagem: Sattalat Phukkum/Shutterstock

Desde que assumiu o comando da plataforma, no ano passado, o bilionário enfrenta diversas críticas, além de ser um “gerador” de polêmicas em consequência das grandes mudanças que realizou na mídia social. 

Em uma das mais recentes notícias sobre a rede, o Conselho de Concorrência da Turquia informou que decidiu multar Musk pela compra do Twitter devido o bilionário não ter consultado a reguladora antes da aquisição. Saiba mais aqui

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!